Área protegida para Empresas

Coloque essa frase e a estrutura de uma excelente empresa de emergências medicas em seu negócio, e a sua empresa terá uma credibilidade enorme e passará muito mais segurança aos seus clientes!

Para quem é a Área Protegida para Empresas?

Este serviço é destinado para empresas, sendo elas:

Indústrias

Consultórios

Escolas & Condomínios

Bancos

Shoppings & Academias

Casas Noturnas

Todo negócio que possui fluxo de pessoas, como funcionários, clientes, sócios, visitantes, e demais públicos. Necessita ter uma área protegida ambulância.

Quem pode contratar o serviço de área protegida para empresas?

O serviço de área protegida ambulância é liberado para toda e qualquer  atividade. Após a contratação, em caso de ocorrência, a equipe atenderá qualquer pessoa que esteja na área do estabelecimento, independentemente do porte do local.

A área protegida ambulância atende 24 horas, proporcionando assim atendimento a qualquer ocorrência que envolva o público circulante (colaboradores, clientes, visitantes, fornecedores, etc.).

área protegida para empresas

Vantagens de Área Protegida para Empresas

A agilidade é uma das principais vantagens do plano de área protegida ambulância. A liberação das viaturas de atendimento é rápida, e com isso conseguimos atender os pacientes com maior praticidade. Outro grande diferencial é o valor agregado: hoje, as empresas têm altos índices de atestados médicos.

Como a Brasil Emergências Médicas resolve a maioria dos casos no local, o atendimento direcionado aos colaboradores pode ser realizado na empresa, o que implica no retorno imediato do colaborador atendido ás suas atividades, caso não haja a necessidade de remoção para a rede hospitalar. Em algumas empresas a economia com a diminuição de atestados é superior ao valor que se paga pelo plano de área protegida ambulância da Brasil Emergências Medicas.

Conte com o nosso sistema completo de Emergências Médicas para melhor atender a sua empresa

Nosso Serviço de Área Protegida para Empresas abrange um completo Sistema de Emergências Médicas

para que seja possível realizar todo atendimento em Unidades de Suportes Básicos e Avançados.

Unidades de Suportes Básicos são utilizadas durante os procedimentos que não oferecem risco de vida.

Já as Unidades de Suporte Avançado atendem as ocorrências com risco de vida e oferece uma estrutura completa de UTI e com a presença de um médico.

Sistemas de Emergências Médicas 24h

Nossa Logística é composta por alta tecnologia alinhada ao Sistema de GPS, que nos permite encaminhar a ambulância mais próxima da ocorrência. Um atendimento rápido, que prioriza a qualidade e garante muito mais sucesso na ocorrência.

Baixe seu e-book gratuito agora

Não importa a hora da ocorrência, se sua empresa precisar de uma ambulância particular, a nossa Central de Regulação encaminha rapidamente um dos nossos veículos de Suporte Básico ou Suporte Avançado com UTI Móvel. Esse e-book vai responder todas as suas dúvidas. Faça o download agora clicando no botão abaixo.

Como funciona o serviço de área protegida para empresas?

A contratação do serviço de Área Protegida por Ambulância oferece proteção 24 horas por dia às empresas que desejam ter à disposição as ambulâncias que atendem aos casos de urgência e emergência. Basta o cliente acionar a nossa Central de Regulação que, além de orientar imediatamente, providencia o deslocamento dos nossos veículos no local indicado.

O cliente aciona a nossa central de regulação, que funciona 24 horas por dia, além da orientação imediata, providenciará em minutos o deslocamento das nossas ambulâncias até o local indicado no qual prestará o atendimento ao paciente.

Não deixe para depois algo tão importante para o bom funcionamento do seu negócio. Entre em contato agora mesmo com o atendimento da Brasil Emergências Médicas e solicite o plano Área Protegida para Empresas

Somos uma empresa com 15 anos de experiência salvando vidas!

Possuímos inúmeros pacientes atendidos, nos diversos lugares. Confira o depoimento de quem utilizou nossos serviços:

O preço da área protegida por ambulância

Não importa a hora, se houver uma urgência ou uma emergência, saber que pode contar com uma ambulância particular traz mais tranquilidade às empresas.

Para usufruir dos benefícios de ter sua área protegida ambulância você contrata nosso serviço pelo atendimento da Brasil Emergências Medicas, clique no botão abaixo e garanta seu plano.

Área Protegida para Empresas

Ninguém está imune a acidentes. Por isso, quedas e cortes, por exemplo, são coisas que todo mundo está suscetível a passar. Em uma situação superficial, pode-se resolver esse problema com um simples kit de primeiros socorros. Mas e se a situação for mais grave?

Área Protegida para Empresas
kit de primeiros socorros

Nesses casos, pode haver a necessidade de um atendimento especial, com um médico ou enfermeiro. Isso se torna ainda mais necessário quando se trata de um ferimento profundo e extenso. Às vezes, ir a um hospital ou clínica pode se mostrar essencial.

Afinal de contas, se for um acidente do qual a lesão não para de jorrar sangue, deve-se solicitar algum tipo de intervenção médica. O fato é que todos estão vulneráveis a acidentes, uma vez que não tem como prever quando isso irá ocorrer.

Mas, nessas situações, não seria ótimo ter uma empresa de ambulância à sua disposição, pronta para lhe atender? A depender da lesão que você sofre, ter um atendimento ágil é fundamental para evitar possíveis sequelas.

Acidentes

Acidentes são comuns de acontecer em qualquer ambiente. No entanto, é impossível negar que há maior suscetibilidade da incidência desse problema em empresas, em especial quando se trata de um local periculoso.

Então, para evitar acidentes de trabalho ou negligência de socorro, torna-se essencial contratar um serviço de área protegida. Afinal de contas, através dele, você tem a garantia de que todas as pessoas que estão no local, terão o direito de receber um atendimento confiável.

Isso só vai trazer benefícios, tanto para a sua empresa quanto para os seus funcionários, colaboradores, sócios etc., uma vez que todos eles ficam assegurados pelo serviço de área protegida.

O que é área protegida para empresas?

Nada mais é que um serviço cujo intuito é de resguardar todas as pessoas que estão dentro de uma determinada área. A área protegida é voltada para empresas porque pode acontecer acidentes de trabalho.

E, nessas situações, é essencial que a empresa ofereça os devidos serviços médicos de atendimento pré-hospitalar. Essa é uma das melhores opções para garantir saúde e bem estar nas empresas, uma vez que todos terão a certeza de respaldo médico.

Há empregos que oferecem mais riscos ao trabalhador, uma vez que se trata de um ambiente perigoso ou com risco iminente de algum acidente. Nesses casos, é sempre melhor estar preparado para qualquer tipo de eventualidade.

O que é área protegida para empresas?

Ademais, como não há como prever quando vai acontecer um acidente, deve-se estar sempre atento. Em razão disso, a Brasil Emergências Médicas oferece um serviço do qual se dispõe para atender 24 horas por dia, 7 dias por semana, incluindo sábado, domingo e feriado.

Isso quer dizer que, ao contratar o serviço de ambulância para a sua empresa, você pode ficar despreocupado. Afinal de contas, estamos à disposição a qualquer hora do dia, a fim de melhor atender qualquer tipo de chamado, seja ele simples ou mais complexo.

E, de acordo com a situação, possuímos a ambulância compatível com a ocasião. Afinal de contas, lesões mais graves, por exemplo, podem precisar de equipamentos mais robustos. Mas, como somos uma empresa preparada, você pode contar com a Brasil Emergências Médicas em todas as ocorrências.

Como funciona a área protegida para empresas?

Em suma, quando você contrata o serviço de área protegida para empresas, estabelece-se qual local você quer proteger. Feito isso, o local fica assegurado. Isto é, caso ocorra algum tipo de acidente, dentro do ambiente, a pessoa será respaldada pelo serviço de ambulância.

Para que isso ocorra, basta entrar em contato com a empresa e explicar a situação. Nesse primeiro contato, é importante informar todos os detalhes. Afinal de contas, precisamos do máximo de informação para saber qual é a forma mais eficiente de lidar com a situação.

Ou seja, deve-se encaminhar o veículo adequado, com a estrutura que demanda as lesões. E isso acontece porque, uma pessoa que tem ferimentos leves, precisa de um atendimento muito mais simples do que um que sofreu um traumatismo craniano, por exemplo.

Como funciona a área protegida para empresas?

Sendo assim, nas situações mais graves, faz-se os primeiros socorros, a fim de estabilizar o quadro clínico do indivíduo. Contudo, pode ser necessário o serviço de remoção ambulância. Ou seja, é quando o paciente precisa se dirigir até um hospital ou clínica.

Isso ocorre quando o paciente tem um quadro mais grave, e precisa de mais estruturas para que ele fique estável. Supondo que o funcionário teve uma queda, e fraturou o braço, por exemplo. Nessa situação, há outras necessidades além de imobilizar a região afetada.

É preciso fazer alguns exames para avaliar o tamanho da lesão e qual a melhor forma de tratar. E, a depender da fratura, pode ser necessário cirurgia. Então, nesses casos, deve-se solicitar uma ambulância urgente, a fim de garantir o melhor tratamento ao paciente.

Qual é a importância da área protegida para empresa?

Antes de contratar esse serviço, é comum que algumas perguntas surjam na sua mente, em especial se você não está acostumado com esses termos. Mas, de todas elas, com certeza a mais comum diz respeito se, de fato, trata-se de um serviço importante.

Afinal de contas, antes de você investir o seu dinheiro em algo, é normal que queira saber se vale a pena. Mas, quanto a isso, saiba que a função e a importância de ter uma empresa de ambulância que assegure o seu ambiente é essencial.

Imagine-se você sendo funcionário, trabalhando em uma mineração, por exemplo. Além do perigo a longo prazo dos pulmões, há ainda o risco de ocorrer algum desmoronamento. Aliado a isso, ainda pode ocorrer explosões com gases tóxicos e várias outras coisas do gênero.

Então, nessa situação, não é melhor prevenir, para caso algo aconteça? Afinal de contas, o risco de ter algum acidente é alto. Sendo assim, o melhor a se fazer é garantir que o funcionário possa ter um atendimento rápido e especializado o quanto antes.

E, através da ambulância em empresas privadas, você garante isso ao seu funcionário. Portanto, pode-se dizer que a área protegida para empresas resguarda o bem físico de todas as pessoas que frequentam um determinado local.

Qual é a importância da área protegida para empresa?
Quão importante é o atendimento pré-hospitalar?

Quão importante é o atendimento pré-hospitalar?

As empresas de área protegida nada mais são especialistas em oferecer o atendimento pré-hospitalar (APH). Mas você já parou para pensar o quão essencial é esse tipo de serviço para um paciente que acabou de sofrer um acidente, seja ele grave ou não?

Em suma, se o paciente sofre algum ataque cardíaco ou um AVC, por exemplo, é essencial que ele tenha um atendimento rápido, a fim de evitar que o problema se agrave ou que ele tenha alguma sequela decorrente da situação.

Isso quer dizer que, a partir do momento que você contrata o serviço de área protegida, você não só dá o respaldo de atendimento aos que frequentam o local. Na verdade, você também oferece às pessoas a possibilidade de recuperação plena, com menos chances de sequelas.

serviço médico assistencial

A Brasil Emergências Médicas é uma empresa de serviço médico assistencial de urgência e emergência médica. Ou seja, ao receber um chamado, possuímos todo o cuidado de chegar no local o mais rápido possível, justamente para evitar qualquer problema.

Nos casos mais graves, o intuito é dar atendimento ao paciente em, no máximo, 15 minutos. Afinal de contas, esse é o tempo que a grande parte dos problemas leva para elevar para um estágio mais grave. Em virtude disso, estamos localizados em pontos estratégicos.

Então, pode-se resumir que o APH serve, além de várias outras coisas, para oferecer a correção imediata da falência dos sistemas respiratório e cardiovascular, por exemplo. Ou seja, os profissionais devem ser aptos a manter a vítima respirando, com batimento cardíaco e sem hemorragias graves.

Como funciona o atendimento pré-hospitalar?

O atendimento pré-hospitalar é essencial para que o paciente possa ter uma boa recuperação e evitar uma série de problemas mais graves, como algumas sequelas e coisas do gênero. Mas, para que isso possa ocorrer, deve-se seguir alguns protocolos.

Eles servem para estipular como deve ser o atendimento, a fim de fazer com que se garanta a integridade física do paciente. No entanto, antes de enviar uma ambulância ao local, deve-se fazer uma triagem, até mesmo para definir o grau de urgência.

Ademais, cada ambulância é preparada com determinados equipamentos. Umas são ideias para casos em que o paciente corre sérios riscos de vida. Já outras, possuem o que é ideal para estabilizar o quadro da pessoa, até ela chegar em um hospital ou clínica, por exemplo.

Ou seja, o atendimento já começa assim que se faz o chamado. Ao encontrar o telefone da ambulância da Brasil Emergência Médicas, você deve fornecer o máximo de detalhe possível, até mesmo para irmos preparados, já tendo uma prévia ideia do que fazer.

Então, obtendo as informações necessárias, a equipe deve se organizar para atender o chamado. Para isso, é preciso seguir algumas regras básicas de atendimento, que são:

Avaliar o cenário

Avaliar o cenário

O primeiro passo é averiguar qual é a situação do local, se o ambiente ainda oferece riscos, como possíveis deslizamentos ou coisa do gênero. Esses riscos devem englobar a equipe, paciente, testemunhas, etc. Ademais, é preciso saber a quantidade exata de vítimas, bem como o grau de gravidade de cada um. Além do mais, sempre que necessário, é preciso acionar outros serviços adicionais, como bombeiro, defesa civil, companhia elétrica, polícia militar etc.

Sinalizar o local

Essa é uma etapa que as próprias testemunhas podem fazer, contudo, como nem todos tem esse esclarecimento, às vezes, ao chegar no local, a equipe médica se dá esse trabalho. Trata-se de uma parte muito importante, até mesmo para evitar outros acidentes. A sinalização se torna ainda mais importante em acidente de carro, por exemplo. Nesses casos, deve-se sinalizar com o triângulo, farol, cones, galho de árvore etc. Afinal de contas, com tais objetos, o motorista tende a desviar de forma antecipada.

Proteção contra contaminação

Proteção contra contaminação

Assim que a equipe médica observa a vítima, ele deve tomar as devidas ações para evitar qualquer tipo de contaminação devido aos agentes externos. Isso acontece, em especial, quando a vítima está com alguma fratura exposta, por exemplo. Afinal de contas, nesses casos, é muito mais fácil da vítima sofrer alguma contaminação. Sendo assim, nesses casos, é essencial se precaver. Por isso, a equipe pode usar barreiras de proteção, além dos EPIs, como luvas, óculos, máscaras e aventais. Diminuir os possíveis riscos, através das precauções universais, é obrigação da pessoa que está prestando o socorro. Afinal de contas, por intermédio desses protocolos, garante-se não apenas a segurança do profissional, mas também da vítima e todos os demais que estão ali no local.

Abordar a vítima

Abordar a vítima

É só depois de todo esse preparo que o profissional deve abordar a vítima. Ou seja, é só quando se tem a certeza de que todos os possíveis riscos foram eliminados. Então a partir desse ponto, o profissional deve avaliar o paciente. Assim que avaliar todos os aspectos pessoais e legais da cena do acidente, deve-se intervir com o atendimento. Além do mais, é nessa etapa que se deve classificar a vítima em adulto, criança ou bebê, por exemplo. Isso acontece porque, caso preciso, o socorrista deve aplicar os procedimentos de Suporte Básico à Vida (SBV) na vítima. Mas, para isso, ele deve sempre respeitar a classificação da faixa etária.

De acordo com a American Heart Association, a classificação leva como base o seguinte:

Bebê

Até o primeiro ano de vida

Criança

Do primeiro ano de vida até o início da puberdade

Adulto

A partir da puberdade

Como o APH se divide?

O atendimento pré-hospitalar, como você já pôde notar, é essencial para garantir a sobrevivência do paciente. Por isso, a empresa deve ter uma boa estrutura, a fim de fazer todos os seus serviços da forma mais adequada possível.

Então, para melhor gerência dos chamados, o APH se divide, basicamente, em duas modalidades. São elas:

Suporte Básico à Vida (SBV):

é quando a vítima precisa de atendimento, mas se caracteriza por não ser preciso fazer alguma manobra invasiva, por exemplo.

Suporte Avançado à Vida (SAV):

é quando há necessidade de fazer procedimentos mais invasivos. Nesse caso, utiliza-se uma ambulância mais preparada. Ademais, pode ser preciso oferecer suporte ventilatório e circulatório, como intubação, acesso venoso etc.

Ter essa estrutura é essencial, uma vez que o socorrista é responsável pelos sinais vitais durante o processo. Por isso, tudo deve ser feito com o máximo de cuidado possível, para garantir a segurança da vítima.

Um dos princípios básicos do socorrista é evitar que a lesão se agrave. E, para que isso ocorra, ele deve dispor dos equipamentos essenciais, que demanda a ocasião.

Qual a diferença entre urgência e emergência?

Quando se toca nesse assunto, é comum ouvir termos como “urgência” e “emergência médica“. No entanto, o que algumas pessoas não sabem é que as duas palavras não são sinônimos. Na verdade, trata-se de dois conceitos diferentes.

Na triagem, que se faz através do número da ambulância, o responsável tende a categorizar a situação como urgência ou como emergência, a depender dos detalhes. Isso acontece porque, a depender dessa informação, a ambulância se desloca até o local com uma maior estrutura.

É verdade que nem sempre o autor da ocorrência sabe diferenciar um do outro. Por isso, esse trabalho não fica para o solicitante. Na verdade, é o intermediador que estipula esse conceito, e por isso a triagem é tão importante antes de enviar a ambulância para o local.

Qual a diferença entre urgência e emergência?

O que é urgência médica?

Para ter o entendimento correto sobre o tema, deve-se levar em consideração aquilo que consta na legislação. De acordo com a Lei n° 9.656/98, do Ministério da Saúde, urgência é quando não há perigo imediato à vida ou saúde do paciente.

Como exemplo, podemos citar traumas como quedas, fraturas ou outros acidentes que não colocam a vida em risco. Em suma, é quando a vítima não corre riscos de vida. No entanto, isso não quer dizer que não é necessário atendimento ágil, mas muito pelo contrário.

Em caso de urgência médica, a vítima ainda precisa ter um atendimento ágil, pois, do contrário, o quadro clínico pode se agravar. Ou seja, a urgência não é uma prerrogativa para que a ambulância possa demorar um pouco mais para chegar até o local. Não é isso.

Urgência é apenas uma definição que tem por intuito mostrar aos demais profissionais que o paciente em questão não está sob nenhum risco de vida iminente. Mas que, caso não obtenha a intervenção necessária, em um tempo hábil, o seu quadro pode piorar.

O que é emergência médica?

Em relação às emergências médicas, é a mesma lei que tende a regular esse conceito. Portanto, entende-se que as emergências são aquelas situações em que há risco de vida do paciente. Por isso, deve-se ter uma logística para chegar ao local no menor tempo possível.

Nesses casos, deve-se tomar medidas urgentes a fim de evitar com que a situação se agrave. No entanto, há casos em que mesmo tomando essa atitude, não se consegue evitar a ameaça urgente, apenas atenuar. Sendo assim, há necessidade de ajuda posterior.

Quais são os tipos de emergências?

O termo emergência é bem amplo, podendo englobar uma série de questões. Por isso, é importante que você entenda alguns tipos. Mas, como se baseia no fato de haver iminência de risco à vida, pode-se dizer que as emergências são:

Perigo para a vida:

Ou seja, é quando a vida de alguém está em perigo, devido algum desastre natural, por exemplo. Trata-se da mais alta prioridade, uma vez que a vida humana é a mais importante.

Perigo para saúde:

Nada mais é que uma pessoa precisa de ajuda imediata em relação à sua saúde. É essencial ter um atendimento ágil, para que a sua vida não corra perigo no futuro próximo.

Perigo para propriedade:

É quando uma propriedade está em perigo, como algum incêndio no prédio, por exemplo. Alguns acham que o estado de emergência se refere apenas à vida de alguém, mas não necessariamente.

Perigo para o meio ambiente:

Incêndio, deslizamento de terra ou derramamento de óleo são grandes exemplos. Não é um tipo de urgência que causa ameaça direta a alguém, necessariamente. No entanto, há um efeito duradouro no futuro.

Esses são os principais tipos de emergências, no entanto, ainda há um detalhe do qual não pode deixar de ser citado. De certa forma, a definição de emergência depende um pouco das agências que respondem às situações de emergência.

Isso quer dizer que o governo é o responsável por estabelecer os padrões, uma vez que eles são os responsáveis por amenizar tais situações. Fora isso, a urgência e a emergência são diferentes para cada profissional, como médicos, pilotos etc.

Ou seja, a emergência para profissionais médicos, pilotos e até mesmo para agências de gerenciamento é diferente, além de ser compilada em livros de regras.

Quão importante é o atendimento pré-hospitalar?

Quão importante é o atendimento pré-hospitalar?

Outra dúvida bem comum a respeito da área protegida para empresa diz respeito a quais pessoas são asseguradas pelo serviço. Isto é, em caso de algum acidente, quais pessoas terão direito a receber o atendimento.

Trata-se de uma questão bem pertinente, afinal, alguns podem achar que a área protegida ambulância se refere apenas às pessoas que trabalham no local e que, portanto, estão mais suscetíveis a sofrer algum acidente. Mas, na prática, não é assim que ocorre.

Na verdade, todas as pessoas que frequentam o local estão vulneráveis. Em caso de obras, por exemplo, pode ocorrer de o dono ir averiguar como está o andamento. Então, ainda que ele não seja uma pessoa que vá todos os dias à obra, no dia em que está presente, ele também está suscetível.

Por isso, aqui na Brasil Emergências Médicas, entendemos que todas as pessoas têm o direito de receber o atendimento, desde que ocorra dentro do ambiente previamente definido.

Isso quer dizer que, ao contratar nossos serviços, as seguintes pessoas ficam asseguradas pela área protegida:

Em suma, qualquer pessoa que se acidentar dentro do local terá o direito de obter um atendimento ágil e eficiente de toda a equipe Brasil Emergências Médicas. Dessa forma, a sua empresa passa a ter mais credibilidade aos seus clientes.

Como a ambulância para área protegida precisa ser equipada?

Como a ambulância precisa lidar com situações extremas, onde o paciente pode correr risco de vida, é essencial que se tenha todos os equipamentos. Afinal de contas, para tratar um paciente que está tendo uma parada cardíaca, por exemplo, deve-se ter determinadas ferramentas.

Por isso, em caso de emergência ambulância deve estar sempre preparada e com os devidos equipamentos. Contudo, como há um grande número de equipamentos que podem ser necessários, deve-se ter uma forma de melhor organizar essa questão.

E, na verdade, isso existe! O contato via telefone é uma ótima forma para estipular alguns pontos, inclusive qual é a ambulância mais adequada para lidar com o tipo de situação. Por isso, dentre os tipos de ambulância para essa ocasião, pode-se citar:

Como a ambulância para área protegida precisa ser equipada?

Ambulância tipo A

Esse é o tipo de veículo mais básico, ou seja, a ambulância de transporte ou simples remoção tipo a. Portanto, ele é ideal para os pacientes que já estão com a saúde estabilizada e, portanto, não apresentam qualquer risco de vida iminente. Trata-se de um serviço um pouco mais tranquilo, mas que ainda assim deve-se ter atenção.

Mas, nesses casos, a ambulância precisa contar com 2 profissionais presentes no veículo, sendo um técnico ou auxiliar de enfermagem e o próprio motorista. Ademais, quando se trata desse tipo de ocorrência, o problema pode se resolver logo no local.

Ou seja, nem sempre há necessidade de levar o paciente para um hospital ou clínica, visto que o quadro clínico já está estável o suficiente. Ademais, em relação aos equipamentos que devem estar disponíveis, pode-se citar:

  • Maca com rodas;
  • Suporte para soro;
  • Cilindro de oxigênio;
  • Sinalizador acústico;
  • Sinalizador óptico;
  • Kit de primeiros socorros.

Ambulância tipo B

Já esse tipo se enquadra na ambulância de Suporte Básico à Vida (SBV). Ou seja, é quando a vítima precisa de atendimento de urgência, mas que não corre qualquer tipo de risco iminente à vida, por exemplo.

Em alguns casos, os profissionais são capazes de estabilizar o quadro clínico do paciente assim que chegam ao local. Mas, se for alguma coisa um pouco mais séria, pode ser necessário se deslocar até um hospital, a fim de fazer alguns exames.

Nesses casos, a Brasil Emergências Médicas é capaz de fazer o serviço de transporte e, durante todo o trajeto, dá o devido apoio e auxílio à vítima. Então, caso o quadro se torne instável, a vítima terá todo o respaldo dos profissionais.

No entanto, como não há risco de vida, deve-se acompanhar dois profissionais, sendo um técnico ou auxiliar de enfermagem e o próprio motorista. Mas, por ser um pouco mais grave que o caso anterior, deve-se ter os seguintes equipamentos:

  • Umidificador de oxigênio;
  • Rádio para se comunicar;
  • Ressuscitador manual;
  • Kit para parto;
  • Sinalizador óptico;
  • Sinalizador acústico;
  • Kit de primeiros socorros;
  • Tesouras;
  • Luvas;
  • Estetoscópio;
  • Suporte para soro;
  • Maca com rodas;
  • Colete cervical.

Ambulância tipo C

Esse já é o tipo de ambulância que se usa para resgate. Ou seja, nada mais é que aquele ideal para urgências pré-hospitalares de pacientes que são vítimas de algum tipo de acidente um pouco mais grave ou para locais de difícil acessibilidade.

Nesse tipo, todos os profissionais tentam ao máximo estabilizar o quadro clínico da vítima ali no ambiente. Contudo, se for algo um pouco mais sério, pode haver necessidade de transportar a vítima até um hospital ou clínica.

Fora isso, por se tratar de um caso um pouco mais sério, torna-se necessário ter, pelo menos, três profissionais militares, sendo um motorista e outros dois com capacitação em salvamento e suporte básico de vida.

Agora, em relação aos itens obrigatórios, podemos citar:

  • Lanterna de mão;
  • Torre de sinalização traseira;
  • Extintor em pó químico;
  • Capacete;
  • Cordas;
  • Luvas isolantes;
  • Tesouras hidráulicas;
  • Colete imobilizador;
  • Prancha curta;
  • Prancha longa;
  • Kit para parto;
  • Máscara;
  • Óculos;
  • Aventais;
  • Material de salvamento etc.

Ambulância tipo D

Trata-se do tipo de ambulância de suporte avançado. Sendo assim, ele é ideal para pacientes que correm um alto risco de vida. Por conta disso, o veículo deve estar munido de todos os equipamentos essenciais para possíveis intervenções mais diretas.

Nesse tipo, os profissionais devem trabalhar para tentar estabilizar um pouco o quadro clínico do paciente. Contudo, há grande necessidade de levá-lo para um hospital ou clínica, a fim de tratá-lo com uma estrutura maior.

Por conta disso, os profissionais da Brasil Emergências Médicas garantem o máximo esforço pela sobrevida do paciente, a fim de que ele chegue com vida no hospital e receba os devidos tratamentos. Ademais, na grande maioria das vezes os pacientes devem ir para a UTI.

E esse é um dos motivos pelo qual essa ambulância pode ser referida como UTI móvel. A bordo, devem ter 3 profissionais, sendo um médico, um enfermeiro e o motorista. E, além de todos os outros itens das demais ambulâncias, o tipo D ainda deve possuir:

  • Radiocomunicação;
  • Ressuscitador manual;
  • Pares de luvas;
  • Máscara para ressuscitador adulto e infantil;
  • Frasco de geleia de lidocaína;
  • Campo cirúrgico fenestrado;
  • Cobertor ou filme metálico, para conservar o calor do corpo;
  • Cânulas endotraqueais;
  • Cateteres de aspiração;
  • Seringa de 20 ml para sonda dobhoff;
  • Almotolias com antisséptico;
  • Colares cervicais etc.

Essas são algumas das ambulâncias mais comuns para o tipo de serviço de área protegida para empresa. No entanto, em outras situações, como a ambulância neonatal ou em caso de obesidade, a estrutura pode mudar em alguns pontos.

Área protegida lei

Área protegida lei

Outra dúvida que pode surgir à sua mente é em relação à legislação. Será que não existe nenhuma lei que regulamente a necessidade de alguma ambulância, ou serviço de área protegida para as empresas? Ainda que isso pareça fazer sentido, na prática, não é bem assim.

Na verdade, nos dias de hoje, apenas há leis que regulam a necessidade de oferecer o adicional no salário, mas nada que obrigue a empresa a se precaver, caso haja possíveis acidentes no espaço de trabalho.

Ou seja, não existe nada que exija o serviço de área protegida. No entanto, deve-se olhar para essa questão com um pouco mais de seriedade. E isso acontece porque, caso o funcionário se acidente no ambiente de trabalho, o empregador deve arcar com alguns direitos.

De acordo com a CLT, no caso do funcionário se acidentar no ambiente de trabalho, a empresa se torna responsável por adotar medidas de proteção coletivas e individuais de proteção e segurança da saúde do trabalhador.

Ademais, constitui contravenção penal, punível com multa, a empresa deixar de cumprir as normas de segurança e higiene do trabalho, por exemplo. Inclusive, a empresa deve oferecer informações sobre os possíveis riscos do produto a se manipular ou da operação a se fazer.

Fora isso, há algumas situações em que o empregador deve arcar com as despesas médicas do funcionário. Portanto, a fim de se precaver de qualquer coisa do gênero, e oferecer melhores condições de trabalho, contratar o serviço de área protegida para empresas é essencial.

Legislação transporte de ambulância

O serviço de área protegida não é, necessariamente, de transporte. Afinal de contas, em muitas situações, os profissionais da Brasil Emergências Médicas conseguem estabilizar o caso no local, sem necessidade de transportar a vítima para algum hospital, por exemplo.

No entanto, em casos mais extremos, onde a vítima tem lesões mais graves, pode haver essa necessidade de transporte. Então, em situações como essa, vale a Portaria 2048 de 2002, a qual é um documento estabelecido pelo Ministério da Saúde.

O documento tende a definir os princípios e diretrizes que devem ser seguidos pelos Sistemas Estaduais de Urgência e Emergência. Em suma, a portaria estabelece a classificação de serviço, critérios e normas de funcionamento e o cadastro dos serviços de urgência emergência.

Fora isso, em relação a condução dos veículos, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece o seguinte:

Quais os problemas mais comuns que a área protegida para empresas atende?

O serviço de área protegida para as empresas é mais comum do que talvez você esteja pensando. Na verdade, há alguns problemas comuns que se atendem no dia a dia. Afinal de contas, como na grande parte das vezes são lugares com maior periculosidade, alguns acidentes podem ser “comuns”.

Sendo assim, para que você entenda um pouco mais sobre como esse serviço age, é interessante saber quais são os problemas mais comuns:

Quais os problemas mais comuns que a área protegida para empresas atende?
Choque elétrico


De acordo com o artigo 193 da CLT "são consideradas atividades ou operações perigosas (...) aqueles que, por sua natureza ou métodos de trabalho, impliquem riscos em virtude de exposição permanente do trabalhador a: inflamáveis, explosivos ou energia elétrica. Ou seja, o risco iminente de receber um choque elétrico, de acordo com a própria CLT, é uma dos riscos que o funcionário está suscetível. Sendo assim, esse é um dos problemas comuns que a área protegida costuma atender no dia a dia. Em suma, o choque elétrico causa dano porque o nosso corpo tem uma resistência à passagem da corrente elétrica. Isso quer dizer que, quanto maior a intensidade dessa corrente, maiores serão os efeitos ao organismo. Inclusive, caso a pessoa não tenha o atendimento correto, o choque elétrico pode ser fatal. Afinal de contas, a grande parte deles é capaz de provocar uma parada cardiorrespiratória. Portanto, essa é uma das razões de contratar o seguro área protegida.

Fraturas


Quando o funcionário trabalha em locais altos, pode ocorrer algum tipo de queda, o que pode resultar em algumas fraturas. Então, esse também é um problema comum que a ambulância tende a atender no dia a dia. Mas, a depender da fratura, também é necessário dirigir o paciente até o hospital, em especial quando se trata de alguma fratura exposta, por exemplo. Ademais, para conter a dor e evitar outros problemas, é essencial um atendimento ágil.

Traumatismo craniano


Trata-se de um outro problema que pode acontecer com pessoas que trabalham em alturas elevadas. Afinal de contas, o traumatismo craniano nada mais é que uma lesão no crânio. E isso ocorre quando há uma pancada forte ou algum trauma na cabeça. Dessa forma, pode atingir o cérebro e ocasionar sangramento interno e coágulos. Nesse contexto, a ambulância desempenha um papel fundamental. Afinal de contas, para evitar riscos de sequelas mais graves, deve-se ter algum tipo de intervenção o quanto antes. Nesse caso, há necessidade de transportar o paciente para o hospital ou clínica, até mesmo para fazer alguns exames e garantir que ele não corre outros riscos. Em alguns casos, ocorre de a pessoa perder o movimento das pernas e ficar com dificuldade de falar e enxergar. Quando isso ocorre, a vítima deve passar pela fase de reabilitação com fisioterapia, fonoaudiologia e outros profissionais, a fim de diminuir as sequelas.

Cortes


Com certeza esse é um dos problemas mais comuns que se atende no serviço de área protegida. Afinal de contas, qualquer pessoa está suscetível a esse tipo de problema, uma vez que independe da função que ela tem dentro da empresa. Mas, apesar de os cortes serem algo comum, deve-se tratar com certa atenção esse ponto. Afinal de contas, no caso de ser um corte mais profundo, é essencial estancar o sangue o quanto antes, até mesmo para garantir que o paciente não piore. É verdade que, na maioria das vezes, a ambulância é capaz de resolver o problema no local, também sem exigir o translado para o hospital. Nesses casos, a vítima pode voltar a sua função no mesmo dia, quando se trata de uma lesão superficial.

Queimadura


Há algumas empresas que lidam com produtos químicos, os quais são tóxicos e podem gerar explosões. Em situações como essa, os funcionários ou pessoas que transitam pelo local estão mais suscetíveis a sofrer algum tipo de queimadura. No entanto, há mais de um tipo de queimadura, sendo elas:

• Térmica: quando ocorre devido líquidos quentes, gordura quente, ferro, vapor ou através do fogo;
• Elétrica: corrente de baixa voltagem ou alta tensão e raio;
• Radiantes: devido à exposição solar ou a fontes nucleares.

Para cada um dos tipos, há um tratamento mais específico. Fora isso, a gravidade é definida queimadura de 1° grau, queimadura de 2° grau, queimadura de 3° grau. Sendo assim, os profissionais devem avaliar o paciente, a fim de saber qual é o melhor tratamento. Caso seja uma queimadura de 1° grau, como é mais leve, algumas simples ações já são capazes de controlar a situação. Nesse caso, a vítima pode voltar a sua função no mesmo dia. Contudo, se for algo mais grave, há necessidade de transferir para algum hospital.

Infarto


Diferente dos problemas que foram citados até aqui, o infarto não tem uma ligação direta com alguma profissional de alta periculosidade. Na verdade, qualquer pessoa está suscetível a ter um infarto, em especial aqueles que negligenciam algumas questões de saúde. O infarto, nada mais é que o resultado de uma série de problemas que o indivíduo tem. Em suma, é quando as artérias entopem e liberam fragmentos, as quais irão obstruir os vasos que levam ao coração. Trata-se de um problema sério. Por isso, a vítima deve receber apoio médico o quanto antes for possível, até mesmo para garantir que ela sobreviva ao infarto. Nessas situações, ao contratar o serviço de área protegida, você pode contar com a Brasil Emergências Médicas para lidar nessa situação.

Hipoglicemia


Já a hipoglicemia é um distúrbio em decorrência da baixa glicose no sangue. Mas, nesse caso, pode afetar pessoas que têm ou não diabetes. É um problema tão comum quanto o anterior, e nem todas as pessoas sabem que têm essa condição. Ademais, pessoas que têm hipoglicemia tendem a sentir mal estar, confusão mental, redução do nível de consciência, desmaio, aumento da frequência cardíaca, alteração na pressão arterial, náusea, vômito, sensação de fome, palidez, sudorese etc. Bem como no caso anterior, quando se estabiliza o quadro no local, a vítima pode voltar às suas funções. No entanto, é indicado que ele procure fazer alguns exames a fim de saber se de fato é hipoglicemia e realize o tratamento adequado.

Hiperglicemia


A hiperglicemia acontece quando a pessoa está com o nível de glicose no sangue muito elevado. No entanto, a principal causa desse problema é a diabetes, uma vez que isso ocorre devido a alteração no pâncreas, que não produz a insulina de forma inadequada. O excesso de glicose é prejudicial e é capaz de ocasionar algumas reações, como excesso de urina, dores, dormência, formigamento nas pernas, visão turva etc. Esse é um problema um tanto quanto comum, e grande parte das pessoas nem sequer sabe que tem essa condição. Sendo assim, a ambulância deve agir como uma forma não apenas de tratar o paciente, mas informar as possíveis razões para os sintomas. Em alguns casos, quando a situação é controlada, a vítima pode voltar às suas atividades normais.

Hipertensão


Esse é um outro problema que não tem muita ligação com a área de atuação do funcionário. Na verdade, há várias pessoas que têm essa condição e nem sequer sabem. No entanto, trata-se de um problema sério, capaz de levar à morte. Em suma, a hipertensão nada mais é que o aumento anormal da pressão que o sangue faz ao circular pelo corpo. É a famosa "pressão alta". É verdade que a pressão tende a variar várias vezes durante o dia. No entanto, a hipertensão é quando a pressão fica elevada por longos períodos. Há vários problemas decorrentes desse problema, mas, dentre eles, o AVC é a principal consequência da hipertensão, que pode culminar em uma série de sequelas. Portanto, a intervenção médica é essencial e deve ocorrer em tempo hábil.

Diabetes


A diabetes é uma doença metabólica crônica, que consiste no aumento dos níveis de açúcar no sangue. E isso acontece devido à insulina, que é um hormônio responsável por transportar a glicose do sangue para o interior da célula. Ou seja, a insulina deixa de funcionar da maneira correta ou o corpo se torna incapaz de produzir esse hormônio. Dessa forma, o açúcar tende a se acumular no sangue. E, quando não se trata da maneira correta esse problema, pode haver algumas complicações, como:

• Surdez;
Depressão;
• Doenças cardiovasculares;
• Retinopatia;
• Neuropatia etc.

Alergia alimentar


Esse é um problema um tanto comum, também, uma vez que nem todas as pessoas sabem que têm algum tipo de alergia alimentar. Então, em locais que costumam oferecer algum tipo de refeição para os funcionários, esse problema tende a ser mais comum. No entanto, trata-se de uma questão bem simples, mas que ainda assim demanda certa atenção. Afinal de contas, caso não receba atendimento no tempo adequado, o paciente pode ficar sem fôlego, por exemplo, seja por engasgo, seja devido às reações alérgicas. Sendo assim, contratar o serviço de área protegida se torna ainda mais essencial, até mesmo para garantir que a vítima terá todo o respaldo necessário. Em alguns casos, pode ser necessário administrar anti-histamínicos ou remédios semelhantes.


Desmaio ou síncope, é quando a pessoa perde completamente a sua consciência e a capacidade de ficar de pé. E a verdade é que, analisando de forma clínica, trata-se de um problema bem comum, o qual costuma ter pouco prognóstico. Ademais, há várias razões que podem levar alguém a desmaiar, como alguma doença cardiovascular, distúrbio metabólico, queda de pressão repentina, cansaço extremo, nervosismo, alta exposição ao sol etc. O problema em si não é o desmaio, mas sim o que vem depois. Afinal de contas, como a pessoa perde a capacidade de se manter em pé, pode resultar em alguma lesão mais grave, como na cabeça ou demais partes do corpo.

Gravidez


A gravidez em si não é um problema, mas muito pelo contrário. No entanto, quando a mulher está passando por esse processo, é normal que ela sinta alguns sintomas decorrentes da gestação, como náuseas, vômitos, tontura, pressão baixa etc. Sendo assim, para garantia da saúde do bebê e da própria gestante, sempre que necessário é importante ter um apoio médico. Portanto, nesses casos, a área protegida é capaz de dar atendimento especial sempre que requisitado.

Dependência Química


Infelizmente, a dependência química é uma doença crônica e, a depender do estágio, o usuário procura fazer uso em qualquer ambiente, mesmo nos mais inadequados, como quando está desempenhando as suas funções, por exemplo. E, com dependência, engloba tanto as drogas quanto o uso do álcool. Afinal de contas, são duas substâncias capazes de alterar o nível de percepção e consciência do indivíduo. Nas situações mais graves, pode ocasionar no surto psicótico. Por conta disso, a vítima pode ter convulsão, o que exige intervenção médica imediata, a fim de garantir que ele irá passar por essa situação em segurança. Mas, nesses casos, o ideal é que a vítima cogite alguma clínica de reabilitação. Afinal de contas, além de ser um mal hábito, tanto o tabagismo quanto a dependência química é capaz de surtir efeitos muito prejudiciais à saúde do indivíduo.

Absenteísmo

O que é absenteísmo?

O absenteísmo é um parâmetro muito importante dentro do RH. Afinal de contas, é através desse indicador que se mensura a soma de ausência dos colaboradores durante o expediente de trabalho. Dessa forma, gera prejuízo para a empresa.

Sendo assim, quanto menor for esse indicador, melhor. No entanto, diferente do que alguns possam pensar, nem sempre o fato de um funcionário faltar na empresa quer dizer que ele está apenas com problemas pessoais.

Na verdade, quando o indicador é alto, pode ser algum indício de que há algum problema estrutural na própria empresa. Então, nesse caso, deve-se investigar, a fim de resolver esse problema e tornar o medidor o que era antes.

Fatores de absenteísmo na empresa

Fato é que, às vezes, o absenteísmo pode ter alguma relação com o problema estrutural que a empresa vem apresentando. E, a fim de garantir profissionais sempre satisfeitos e realizados, deve-se manter certa atenção para esse caso.

Por isso, saber quais são os fatores de absenteísmo na empresa é interessante, até mesmo para resolver algum eventual problema que talvez esteja acontecendo na sua empresa, e você nem sequer tem esse conhecimento.

O absenteísmo pode ter alguma relação direta com um problema que a própria empresa provocou. Por exemplo:

Dificuldade de relacionamento com a equipe;

Estresse & Depressão;

Falta de motivação;

Falta de valorização;

Metas inalcançáveis;

Insegurança no ambiente de trabalho.

Esses são apenas alguns dos principais fatores de absenteísmo na empresa. E, quando o RH nota algum deles, a fim de garantir o bom desenvolvimento da empresa, precisa procurar uma forma de resolvê-los.

Absenteísmo por insegurança no trabalho

Quando o trabalhador sente que a sua vida corre um certo perigo, e que a empresa não dá o devido respaldo, é normal que ele passe a se afastar. Afinal de contas, essa é a coisa mais preciosa que existe, e é normal abandonar coisas que a coloquem em risco.

E, quanto a esse ponto, a Brasil Emergências Médicas é capaz de resolver esse indicador da sua empresa. Afinal de contas, a partir do momento que você contrata os nossos serviços, todos os seus funcionários terão a certeza de ter algum respaldo, caso algo ocorra.

Claro que esse é apenas um dos fatores do absenteísmo de uma empresa, a qual se deve implementar outras ações para melhorar o índice. No entanto, em relação à insegurança, somos capazes de garantir atendimento pré-hospitalar de qualidade!

Como evitar o absenteísmo?

Além de contratar o serviço de área protegida, há ainda outros fatores que você pode fazer, a fim de melhorar os índices da sua empresa. Mas, a primeira coisa que se deve fazer é saber quais são os motivos para os índices serem tão altos.

Afinal de contas, para que um problema seja resolvido, deve-se saber o que está incomodando as pessoas. Se algo relacionado à segurança, uma das opções pode ser a promoção de saúde nas empresas, a fim de conscientizar, diminuir acidentes e aumentar a segurança de todos.

Inclusive, as campanhas de saúde nas empresas são essenciais para esse fator, além do fato de oferecer os devidos EPIs. Mas, de forma um tanto resumida, algumas ações que você pode fazer, a fim de minimizar o absenteísmo, são:

Absenteísmo

É claro que essas são apenas sugestões. No entanto, para resolver o problema com maior eficiência, deve-se fazer um levantamento. Contudo, se o problema for em relação a melhores condições de saúde, você pode contar com a Brasil Emergências Médicas!

Vantagens da área protegida

Vantagens da área protegida

Além do fato de a área protegida ser um dos fatores capazes de diminuir a absenteísmo de uma empresa, há outros fatores dos quais você deve considerar antes de contratar esse serviço. Dentre algumas das vantagens da área protegida, podemos citar:

Segurança

Segurança

Quando os seus funcionários, sócios, alunos etc. sabem que tem uma empresa como a Brasil Emergências Médicas, pronta para dar a devida assistência, com certeza as pessoas se sentem mais seguras. Ademais, como estamos disponíveis 24h por dia, você pode contar sempre conosco!

Economia

Economia

Quando você não procura se precaver mediante as situações, quando uma urgência acontecer, os valores com certeza serão muito maiores do que se tivesse contratado um serviço que garante atendimento pré-hospitalar a translado, caso necessário. Fora isso, na grande maioria das vezes, é possível estabilizar o paciente no próprio local. Então, dessa forma, ele pode voltar para a sua função logo em seguida.

Credibilidade

Credibilidade

Quando você investe na segurança das pessoas que frequentam o seu espaço, você acaba por ter uma credibilidade maior. Ou seja, as pessoas notam que você se importa com a segurança e o bem-estar não apenas dos funcionários, mas de todos que estão presentes.

Conforto e rapidez

Caso a sua empresa não tenha o serviço de área protegida, supondo que alguém se acidente no local de trabalho, há todo um trâmite. Além de ter que aguardar pelo transporte adequado, deve-se contar com a demora para ser atendido, por exemplo. Contudo, isso não ocorre quando você contrata a área protegida para empresas. Afinal de contas, você tem todo o atendimento no próprio local, sem ter que precisar esperar por filas nem nada do tipo. Ou seja, garante muito mais conforto ao paciente.

Produtividade

Produtividade

Quando os colaboradores sabem que podem contar com uma equipe médica, eles se sentem mais seguros e tranquilos para desenvolver os seus trabalhos. Dessa forma, acaba aumentando a produtividade de todos eles. Fora isso, o gestor da empresa acaba tendo mais tempo para cuidar do seu próprio negócio, uma vez que ele se sente mais tranquilo, já que tem a certeza de que todos estão assegurados. Portanto, só há vantagens em adquirir o serviço de área protegida para empresas.

Quem pode contratar o serviço de área protegida?

o intuito de contratar uma ambulância para empresas particulares, essa é uma ótima opção. Ademais, atendemos os mais variados segmentos do mercado.

Há várias empresas em Curitiba da qual somos capazes de atender as demandas. Dentre elas, podemos citar:

Quem pode contratar o serviço de área protegida?

Indústrias

Consultórios

Escolas & Condomínios

Bancos

Shoppings & Academias

Casas Noturnas

Atendimento médico emergencial é na Brasil Emergências Médicas

Atendimento médico emergencial é na Brasil Emergências Médicas

Se você quer garantir todas essas vantagens para a sua empresa, não perca tempo e faça logo o seu orçamento com a Brasil Emergências Médicas! Temos um procedimento muito simplificado. Através da ambulância telefone, você já pode ter uma ideia de valores.

Então, não perca tempo e garanta ainda mais conforto, economia, segurança e comodidade para você, seus colaboradores, funcionários e todas as pessoas que frequentam o seu espaço!