Quais os sintomas de um infarto?

Conhecer os sintomas de um infarto é o primeiro passo para realizar os primeiros socorros de maneira eficiente e correta, salvando a vida das pessoas. Além dos sintomas já conhecidos, como a dor súbita no peito, existem outros mais leves e menos óbvios que podem ajudar a identificá-lo.

Segundo a organização mundial da saúde (OMS), cerca de 17,5 milhões de pessoas morrem ao redor do mundo devido a doenças do coração. Para que possa ser tratado de forma adequada e evitar sequelas ao músculo cardíaco, além de poder salvar a vida do paciente, separamos neste artigo alguns sintomas e como reconhecê-los ainda no pré-infarto.

Conte conosco se precisar de ajuda! Você pode entrar em contato através do WhatsApp (41) 99909-2580 ou e-mail disponível no site.

Clique aqui e fale com um especialista (ambulância 24 horas)

Pré-infarto

Para salvar uma vida é necessário tomar as decisões certas nos primeiros socorros e no caso de infarto não seria diferente. Ao notar um pré-infarto, é importante garantir à vítima o suporte necessário até a chegada de uma ambulância.

Os primeiros sinais podem ser mais sutis como dores ou desconforto nos membros superiores, suor frio, palidez, podendo ser acompanhada por falta de ar e dores no peito. Veja a seguir os principais sintomas e como agir.

Algumas recomendações:

1. Procure ajuda

O atendimento médico especializado é primordial. Portanto, antes de tudo, acione um serviço de ambulância e aguarde a chegada para atendimento.

2. Sem exercícios

A pessoa com sintomas de pré-infarto não deve fazer qualquer esforço físico ou dirigir até o hospital.

3. Sem comer

Não ofereça a vítima nenhum tipo de bebida ou alimento.

4. Cuidado com os desmaios

Em caso de desmaios, procure deixar a vítima em posição confortável e afrouxe roupas e sapatos.

5. Massagem cardíaca

Verifique se o infartado está com os batimentos e respiração, caso contrário, inicie a massagem cardíaca ou procure alguém que saiba fazê-la.

O que é o infarto?

Também conhecido como infarto agudo do miocárdio, quando o coração tem o seu fluxo sanguíneo bloqueado de alguma forma e fazendo com que ele pare de funcionar por um determinado período, acarretando em morte celular dessa região ou necrose. Essa condição pode levar a morte súbita ou insuficiência cardíaca, ocasionando limitações físicas até a melhora do quadro.

Principais sintomas de infarto

Identificar os sintomas e agir rapidamente pode diminuir as sequelas causadas pelo infarto e até salvar vidas. Eles podem ser variados, portanto, listamos os mais comuns e alguns mais atípicos nessas situações.

Sintomas comuns em infartos:

● Dor ou desconforto na região peitoral em forma de aperto, podendo irradiar para o braço esquerdo, as costas e o rosto.
● Suor frio;
● Palidez;
● Falta de ar;
● Sensação de desmaio.

Sintomas atípicos:

● Dor no abdome, semelhante a dor de uma gastrite ou esofagite de refluxo;
● Enjoo;
● Mal-estar;
● Cansaço excessivo, sem causa aparente.

Aos primeiros indícios de infarto, é importante chamar uma ambulância para que a pessoas receba o atendimento por profissionais capacitados e, se possível, levá-la para um local arejado e afrouxar as roupas.

Causas do infarto

Conhecer os fatores de riscos do infarto também é importante para avaliar e tratar possíveis causas.

● Obesidade;
● Colesterol elevado;
● Hipertensão;
● Tabagismo;
Diabetes mellitus;
● Sedentarismo;
● Estresse e depressão.

Esses casos merecem ainda mais atenção e devem ter um cuidado maior com a rotina para evitar um infarto. Cuidar da alimentação, praticar atividade física e evitar o uso de bebidas alcoólicas e tabagismo é fundamental.

Prevenção

A prevenção do infarto se baseia na prática regular de exercícios, alimentação equilibrada e cessação do tabagismo.

Como fazer uma massagem cardíaca

A massagem cardíaca é um procedimento simples, mas que pode salvar a vida do paciente. Enquanto a ambulância é acionada, pode se tornar necessário para a manutenção do estado de saúde.

Veja a seguir algumas orientações de como realizá-la:

1. Mantenha a vítima deitada no chão;
2. Ajoelhe-se ao lado dela;
3. Sobreponha as mãos e posicione-as em cima do osso do peito da vítima;
4. Mantenha os braços esticados (nunca dobre os cotovelos);
5. Inicie a compressão do peito da vítima, imprimindo peso sobre ela e soltando;
6. Faça 100 compressões por minuto;
7. Se possível, a cada 100 compressões, reveze com outra pessoa até a chegada da ambulância.

Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC)

Quando doenças coronárias acabam afetando a circulação, ocorre o aumento dos riscos de doenças como a Insuficiência Cardíaca Congestiva. A ICC é mais comum em hipertensos e idosos, e ocorre quando o coração perde a capacidade de bombear o sangue corretamente, diminuindo o transporte de oxigênio para os tecidos.

Causas

Apesar de não ser uma doença cardíaca, não controlar a diabetes pode comprometer o músculo cardíaco, causando a ICC. Além disso, outros fatores de risco como obesidade, dieta inadequada, sedentarismo e hipertensão podem causar a doença.

Veja as principais causas:
● doença arterial coronariana (como infarto do miocárdio);
● hipertensão arterial (pressão alta);
● doença de chagas (que leva a miocardiopatia chagásica crônica);
diabetes;
● doença de válvula cardíaca;
● doença cardíaca congênita (problema desde o nascimento);
● cardiomiopatia dilatada idiopática (aumento do tamanho do coração);
● arritmia cardíaca;
● miocardite (infecção do músculo do coração);
● anemia;
● HIV/AIDS;
● distúrbios da tireoide.

Sintomas
A ICC pode apresentar sintomas como:
● falta de ar (dispneia)
● inchaço nos pés, pernas e abdômen (edema)
● falta de energia, cansaço
● dificuldade para dormir à noite por dificuldade de respirar
● perda de apetite, que pode ser acompanhada de náuseas
● ganho de peso, inchaço no corpo
● tosse
● necessidade maior de urinar à noite
● confusão mental e tontura

Outras doenças cardíacas

Arritmia cardíaca

A arritmia cardíaca consiste na alteração desordenada dos batimentos cardíacos, muito rápidos ou muito lentos. Sua causa é multifatorial, podendo ser desencadeada por:
● Genética
● Defeitos congênitos
● Idade
● Hipertireoidismo
● Hipotireoidismo
● Estresse
● Tensão emocional
● Consumo excessivo de álcool
● Tabagismo
● Consumo de bebidas energéticas
● Determinados medicamentos (especialmente para infecções respiratórias e alergias) Obesidade
● Lesão nos tecidos do coração (infarto ou insuficiência cardíaca)
● Apneia do sono
● Infecção por coronavírus

É importante realizar o diagnóstico precoce da doença para realizar o tratamento adequado e evitar possíveis complicações.

Miocardite

A miocardite se trata da inflamação do músculo do coração. O seu funcionamento inadequado dificulta a chegada de sangue aos outros órgãos, podendo desencadear problemas mais sérios. A inflamação pode ocorrer devido a uso de medicamentos, doenças autoimunes e excesso de consumo de álcool e drogas. Apesar de poder se resolver espontaneamente, é importante consultar um médico para diagnóstico e tratamento adequado.

Doença cardíaca reumática

Também conhecida como reumatismo, a doença cardíaca reumática é a partir da febre reumática, causando lesões nas válvulas e músculos cardíacos. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 2% das mortes relacionadas a doenças cardiovasculares estão associadas à doença cardíaca reumática. Os sintomas da doença incluem fadiga, batimentos cardíacos irregulares, falta de ar e dores no peito. A DCR é crônica e os danos no nas válvulas do coração são permanentes. Nos casos mais graves, pode ser necessário cirurgia e substituição das válvulas.

Quando chamar uma ambulância

É fundamental chamar uma ambulância nos primeiros sinais de infarto, uma vez que 65% das mortes por infarto ocorrem na primeira hora depois da manifestação do problema e 80% delas nas primeiras 24 horas. Ter um atendimento ágil e eficiente é determinante para garantir a vida e bem-estar da vítima.

Nas situações de urgência e emergência você pode ligar para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), cujo número é 192. O SAMU é um serviço público e gratuito, portanto, possui uma alta demanda e muitas vezes seu atendimento pode demorar por não conseguir atender a todas as chamadas. Dessa forma, uma outra alternativa é chamar uma ambulância particular em uma empresa de confiança.

A Brasil Emergência Médicas é uma empresa de ambulância particular com mais de 15 anos de experiência e consolidada. Para solicitar novos serviços, entre em contato através do número (41) 99909-2580 ou e-mail disponível no site.

Brasil Emergências Médicas empresa especializada e qualificada para “ambulância

Saiba mais: 

Últimas Notícias