Qual o NÚMERO DA AMBULÂNCIA?

Curitiba, 16 de setembro de 2021, escrito por Gilson Rodrigues. O SAMU é o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência que busca oferecer a toda população o suporte e atendimento necessário, seja em locais de trabalho, residência ou, até mesmo, na rua. O número da ambulância é o 192 em todo território nacional.

Saiba tudo sobre o serviço e o número da ambulância para atendimento neste artigo. A Brasil Emergências Médicas vai ajudar você! 

Precisando de uma ambulância?

WhatsApp

O número da ambulância?

O número para acionar o SAMU é o 192. Ao ser acionado, é encaminhado ao local uma ambulância pronta para prestar atendimento o mais rápido possível. Por se tratar de um serviço de alta demanda pode ocasionar a falta de atendimento ou atrasos. É para suprir essa falta que entra as ambulâncias particulares.

WhatsApp

Estamos online para te ajudar! Fale com nosso especialista:

Veja nossas avaliações

Diana Vilarinho
Diana Vilarinho
18. Julho, 2022.
Verificada
Excelente, prestativos, atenciosos , tratamento muito bom. Nota 10. Utilizei o serviço de remoção para consulta. Muito bom.
Maria L Diniz
Maria L Diniz
16. Julho, 2022.
Verificada
Um excelente atendimento! 🙏💜
Daiane Rosolen
Daiane Rosolen
8. Julho, 2022.
Verificada
Atendimento top! Sr. Gilson muito prestativo e super atencioso no atendimento telefônico. Eu agradeço pela gentileza. Coisa rara hoje em dia.
Carolina Luhm Crivellaro
Carolina Luhm Crivellaro
4. Julho, 2022.
Verificada
Excelente atendimento pela equipe.
Ozana Storck
Ozana Storck
21. Junho, 2022.
Verificada
Serviço de excelência
Rosa Pelizari
Rosa Pelizari
1. Junho, 2022.
Verificada
Realizei alguns exames com a Brasil e fui muito bem atendida. Os profissionais são pontuais, educados e qualificados. Obrigado pelo ótimo atendimento.
Izabel Martins Campos
Izabel Martins Campos
23. Maio, 2022.
Verificada
Valmir Mendes
Valmir Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Maria Mendes
Maria Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Rosimeire Ribeiro
Rosimeire Ribeiro
5. Maio, 2022.
Verificada

O que é o SAMU?

samu

O SAMU, ou Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, se constitui em um serviço público gratuito para atendimento pré-hospitalar de urgências e emergências médicas disponível 24 horas por dia a toda população.

O serviço do SAMU tem como objetivo chegar à vítima em situação de urgência e emergência o mais rápido possível para prestar atendimento e estabilização da saúde, evitando sofrimento, sequelas ou até a morte.

O SAMU está disponível 24 horas por dia e presta o atendimento em residências, vias públicas e locais de trabalho, encaminhando ao local o veículo devidamente equipado para complexidade do caso e equipe de saúde.

Quando ligar para o SAMU?

Por ser um serviço de atendimento para urgências e emergências, existem situações que são indicadas para o SAMU, atuando no atendimento pré-hospitalar e transporte ao hospital. Veja alguns casos em que o SAMU deve ser acionado:

Traumatismo craniano;
Choque elétrico;
● Falta de ar intensa;
● Suspeita de Infarto ou AVC (alteração súbita na fala, perda de força em um lado do corpo e desvio da comissura labial são os sintomas mais comuns);
● Afogamentos e engasgo;
● Intoxicação ou queimaduras graves;
● Trabalhos de parto em que haja risco de morte para a mãe e para o feto;
● Tentativas de suicídio;
Urgências psiquiátricas;
● Vítima inconsciente;
● Em casos de intoxicação exógena ou envenenamento;
● Na ocorrência de maus tratos;
● Crises hipertensivas; dores no peito de aparecimento súbito;
● Acidentes com produtos perigosos;
● Agressão por arma de fogo ou arma branca;
● Soterramento, Desabamento;
Crises Convulsivas;
● Na transferência inter-hospitalar de doentes graves;
● Outras situações consideradas de urgência ou emergência, com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.

Quando não é necessário ligar para o SAMU?

Todavia, existem algumas situações em que apenas o acompanhamento ao hospital ou posto de saúde já é suficiente, uma vez que o paciente não apresenta risco de vida iminente. Veja alguns deles:
● Cólicas renais;
● Febre prolongada;
● Trocas de sonda;
● Corte com pouco sangramento,
● Entorses;
● Dores crônicas;
● Vômito e diarreia;
● Transferência sem regulação médica prévia;
● Transportes inter-hospitalares de pacientes de convênio;
● Transporte de óbito;
● Dor de dente;
● Levar pacientes para consulta médica ou para realizar exames;
● Todas as demais situações onde não se caracterize urgência ou emergência médica.

WhatsApp

Quais os tipos de ambulância do SAMU?

As ambulâncias de atendimento do SAMU pode ser dois tipos, sendo elas:

Unidade de Suporte Básico

A viatura de Suporte Básico é destinada para os pacientes que não correm risco de vida. Por exemplo, o caso daqueles que sofreram alguma fratura leve e simples, que precisa de mobilização, mas está com a saúde estável. Esse veículo é acompanhado por um técnico em enfermagem e o motorista. Os equipamentos, além de material de consumo, como medicamentos, contam com: rede de oxigênio, prancha longa de madeira para imobilização da coluna, colares cervicais, cilindro de O2, talas de imobilização de fraturas e ressuscitador manual adulto e infantil.

Unidade de Suporte Avançado

A unidade de suporte avançado conta com uma UTI móvel e é acompanhada por um enfermeiro, médico e o motorista. Ela é capaz de realizar todos os procedimentos que buscam estabilizar o estado de saúde e manter a vida do paciente, como pequenas cirurgias e até partos. Você encontra nesse tipo de veículo além do material de consumo, uma incubadora para transporte de recém-nascido, um aspirador cirúrgico para ambulância, um respirador a volume, um monitor multiparâmetro, um oxímetro digital e bomba de infusão para seringas, bem como todo o material para imobilização e medicamentos de cuidados intensivos.

O que você precisa saber antes de ligar para o SAMU?

Para um atendimento completo e adequado, será necessário fornecer algumas informações à Central de Regulação. Por isso, ao acionar o SAMU, saiba os seguintes fatores:
1. Qual a natureza do acidente ou ocorrido à vítima;
2. Endereço – rua, avenida, número, bairro e referência do local da ocorrência;
3. Dados básicos do paciente, como idade aproximada, sexo e nome;
4. Dê o número do seu telefone, caso a Central precise de mais alguma informação.

Como funciona?

O atendimento do SAMU já se inicia a partir do contato telefônico, em que são passadas orientações em relação às primeiras medidas a serem feitas. Portanto, em casos mais simples, como vômito, dores de cabeça, febre, diarreia, pequenos cortes e leves queimaduras, o usuário que contatar o SAMU também será orientado pelos profissionais em relação ao que deve ser feito.

Nos casos mais graves, o atendente irá identificar o tipo de urgência ou emergência, assim como o local. Em seguida, a equipe médica e veículo indicado são encaminhados ao local, caso necessário.

1. Um solicitante (ou a própria vítima) disca o número 192 (ligação gratuita);
2. O Técnico Auxiliar de Regulação Médica (TARM) atende e registra a queixa principal da vítima, telefone de contato e endereço completo com ponto de referência; a ligação é encaminhada ao médico regulador, que questiona o solicitante sobre o quadro clínico apresentado pelo paciente, estabelece a gravidade presumida da ocorrência e encaminha ou não a ambulância;
3. O rádio-operador recebe o pedido de ambulância enviado pelo médico (caso o médico decida mandar a ambulância) e aciona a equipe (via celular ou rádio), informando o endereço da ocorrência e sua gravidade;
4. A equipe de atendimento móvel se desloca ao local da ocorrência, avalia a vítima e passa as informações (por telefone ou rádio) ao médico regulador, que decide e informa à equipe o destino do paciente;
5. ou 6. A equipe conduz o paciente ao destino definido pelo Médico Regulador.

O que é a Central de Regulação?

Ao fazer o primeiro contato com o SAMU, de forma gratuita pelo número 192, a chamada é atendida pela Central de Regulação da Rede de Urgência e Emergência. Os atendentes realizam o cadastro no sistema de regulação com os primeiros dados, como nome do solicitante, do paciente, endereço e etc. Em seguida, após o solicitante terminar de fazer o cadastro inicial, ele é transferido imediatamente para o médico regulador. Ele poderá responder de duas formas, a depender de cada caso:

Orientação por telefone: em algumas situações, não é necessário encaminhar uma ambulância ao local, e o caso é resolvido apenas pelo telefone, com as orientações necessárias.

Deslocamento das viaturas: Dependendo da gravidade do ocorrido, o médico encaminha uma viatura ao local, que pode ser a Unidade de Suporte Básico ou a Unidade de Suporte Avançado.

Caso necessário, a Central ainda pode acionar o apoio das viaturas do Corpo de bombeiros, Auto-Pista e Polícia Militar.

Após acionar a unidade móvel, a Central de Regulação acompanha todo o atendimento até o seu término, garantindo todo o apoio necessário à equipe e preparando a recepção da porta de entrada dos hospitais, certificando-se que o atendimento de urgência seja garantido.

Qual a legislação para esse tipo de serviço?

Os serviços de atendimento pré-hospitalar de urgência móvel devem estar de acordo com a legislação vigente para garantir a segurança e bem-estar do paciente. Vejamos quais as Portarias importantes para este setor que necessitam ser seguidas:

“Política Nacional de Atenção às Urgências e Rede de Atenção às Urgências

1. Portaria de Consolidação nº 3, de 28 de setembro de 2017; consolida as normas sobre as redes do Sistema Único de Saúde.
2. Portaria de Consolidação nº 6, de 28 de setembro de 2017; consolida as normas sobre financiamento e a transferência dos recursos federais para as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde.
3. Decreto nº 9.380, de 20 de maio de 2018, que altera o Decreto nº 7.827, de 16 de outubro de 2012, e dispõe sobre a readequação da rede física do Sistema Único de Saúde oriunda de investimentos realizados pelos entes federativos com recursos repassados pelo Fundo Nacional de Saúde.
4. PORTARIA Nº 3.583, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2018 Estabelece os procedimentos para execução do disposto no art. 2º do Decreto nº 9.380, de 22 de maio de 2018, que trata da readequação da rede física do Sistema Único de Saúde oriunda de investimentos realizados pelos entes federativos com recursos repassados pelo Fundo Nacional de Saúde
5. Portaria interministerial n°424, de 30 de dezembro de 2016 – Estabelece normas para execução do estabelecido no Decreto nº 6.170, de 25 de julho de 2007, que dispõe sobre as normas relativas às transferências de recursos da União mediante convênios e contratos de repasse, revoga a Portaria Interministerial nº 507/MP/MF/CGU, de 24 de novembro de 2011 e dá outras providências.
6. Resolução nº 10 da CIT, de 8 de dezembro de 2016 – Dispõe complementarmente sobre o planejamento integrado das despesas de capital e custeio para os investimentos em novos serviços de saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde.”

Dúvidas frequentes

Em uma situação de emergência, chamo o SAMU, os bombeiros ou levo a vítima ao hospital no meu carro?

O ideal é sempre chamar o serviço especializado para fazer o resgate da vítima. Isso porque muitas vezes não é indicado tocar nos pacientes com suspeitas de fraturas, pois pode piorar o quadro. Além disso, se você não sabe como agir nos primeiros socorros, ao ligar para o número da emergência será instruindo o que fazer. A ambulância deve ser acionada em casos como os citados nos tópicos acima, como quedas acidentais, queimaduras, desmaios, atropelamentos, dores repentinas no peito e etc.

Já os bombeiros devem ser acionados em casos como incêndios, tentativas de suicídio, deslizamento, desabamentos, quedas de altura e vazamento de gás.

Como é classificado o atendimento do SAMU?

Vermelho: Prioridade absoluta;
Amarelo: Prioridade moderada;
Verde: Prioridade baixa;
Azul: Sem prioridade.

Brasil Emergências Médicas: qual é o número?

A Brasil Emergências Médicas é uma empresa especializada em atendimentos de urgência e emergência e remoções médica, disponibilizando o aluguel de ambulância particular. Atua no mercado há mais de 15 anos e conta com uma frota completa de veículos novos e equipados com tecnologia de ponta. Além disso, conta com profissionais eficientes, capacitados e experientes, preparados para todo tipo de atendimento.

Contamos com variados tipos de ambulâncias, adequadas para o complexo do caso do paciente, disponibilizando ambulâncias com suporte básico e suporte avançado à vida.

Nossos serviços estão disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Faça um orçamento agora mesmo. A contratação é feita de forma rápida e descomplicada.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou do artigo sobre número da ambulância? 

Últimas Notícias
Categorias
ambulância qual valor

Ambulância qual valor?

Curitiba, 05 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Com certeza você concorda com a afirmação de que os serviços de ambulância são vitais

Leia mais »