Urgência e emergência: como diferenciar os casos?

O que diferencia a urgência e emergência são as condições em que se encontra o paciente e das suas necessidades imediatas. Ou seja, se o paciente apresenta risco de morte iminente e se ele precisa de atendimento imediato ou tratamento.

A Brasil Emergências Médicas vai esclarecer neste todas as diferenças entre urgências e emergências para que você entenda cada uma dessas definições e saiba fazer a diferenciação. Confira

Precisando de uma ambulância básica ou avançada para você ou seu familiar?

Clique aqui e fale com um especialista ambulância 24 horas

O que são urgências e emergências?

O Conselho Federal de Medicina (CRM) atribui diferentes definições a urgência e emergência, sendo elas:

1. Urgência: “a ocorrência imprevista de agravo à saúde com ou sem risco potencial de vida, cujo portador necessita de assistência médica imediata.”

2. Emergência: “constatação médica de condições de agravo à saúde que impliquem em risco iminente de vida ou sofrimento intenso, exigindo portanto, tratamento médico imediato.”

Quais as diferenças entre urgências e emergências?

A partir dos conceitos apresentados acima, pode-se entender melhor a diferença entre as duas situações. As emergências devem ser diagnosticadas e tratadas nos primeiros dias de sua ocorrência, com o objetivo de preservar a vida do paciente e evitar sequelas.

Veja alguns exemplos de situações de emergência médica:

1. Corte profundo
2. Acidente de origem elétrica
3. Picada ou mordida de animais peçonhentos
4. Queimaduras
5. Afogamentos
6. Hemorragia (forte sangramento)
7. Infarto do miocárdio (dor forte no peito)
8. Dificuldade respiratória
9. Acidentes de carro, moto, atropelamento e quedas
10. Derrames, perda de função e/ou dormência nos braços e pernas
11. Inconsciência/desmaio
12. Intoxicação por alimento ou medicamento
13. Sangue no vômito, urina, fezes ou tosse
14. Grave reação alérgica
15. Febre alta permanente
16. Convulsões, dores intensas no peito, abdômen, cabeça e outros
17. Agressões física

Emergências clínicas e traumáticas

As emergências clínicas são, na maioria das vezes, consequências de doenças pré-existentes e não de fatores externos, deixando o paciente em grave estado de saúde. Geralmente esses pacientes apresentam palidez, dificuldade para respirar, contraturas musculares, perda de consciência e etc. Alguns casos podem levar a AVE, convulsão, infarto do miocárdio, entre outros.

É importante que um serviço de atendimento seja acionado imediatamente após identificar algum desses sintomas para que seja feito o atendimento especializado e controle do estado de saúde.

As emergências traumáticas são o prejuízo causado por fatores externos ao paciente. Quando o corpo é exposto a energias que a nossa fisiologia não é capaz de suportar, gera-se lesões chamadas de traumas. As hemorragias causadas pelos traumas são um dos principais motivos de necessitar atendimento de emergência médica.

As hemorragias internas podem ser identificadas pelo arroxeamento da pele. Nesses casos, é importante manter a vítima aquecida e consciente até a chegada do serviço de emergência. Em situações de hemorragias externas, é fundamental fazer o sangue parar de sair, na tentativa de tentar diminuir o fluxo sanguíneo, como compressão arterial.

Urgências médicas

Já as urgências, não apresenta risco de morte iminente, mas caso o tratamento não seja feito, o quadro pode evoluir para situações mais graves. Entretanto, a urgências também pode ser dividida em dois tipos, de acordo com o tratamento específico que será feito e da gravidade, podendo ter prioridade no resgate. De acordo com o Ministério da Saúde são:

● Unidades de saúde;

● Hospitais.

Veja logo abaixo alguns exemplos de urgências médicas:

1. Fraturas
2. Luxações
3. Torções
4. Asma brônquica em crise
5. Feridas lácero-contusas (causadas pela compressão ou tração dos tecidos) sem grandes hemorragias
6. Transtornos psiquiátricos
7. Dor abdominal de moderada intensidade
8. Retenção urinária em pacientes idosos
9. Febre maior que 38 graus há pelo menos 48h que melhora com antitérmicos, mas retorna antes de completarem-se 4h da tomada do antitérmico
10. Mais de um episódio de vômito em até 12h

Como agir em casos de urgência e emergência?

Muitas pessoas ficam nervosas em situações de urgência e emergência por se tratarem de situações complexas e desafiadoras. Todavia, é preciso ter em mente que situações deste tipo podem acontecer a todos nós e saber o que fazer logo em seguida é fundamental.

O primeiro passo é focar em salvar a vida da pessoa, portanto tente não se desesperar. Outro ponto importante é não agir como você imagina ser o adequado, pois pode acabar piorando o quadro. Se você não tem nenhum treinamento em primeiros socorros ou conhecimento técnico necessário, procure imediatamente este atendimento chamando um serviço de ambulância particular.

Ligue para a Central de Atendimento Médico e já ao telefone você será instruída por profissionais capacitados sobre as primeiras medidas a serem feitas até a ambulância chegar com os equipamentos e equipe de saúde para realizar o atendimento pré-hospitalar e estabilização da vítima.

Siga o passo a passo descrito acima para chamar uma ambulância, descrevendo com detalhes ao atendente o ocorrido, o estado da vítima, os sintomas que ela apresenta e o local em que se encontra. De preferência, dê alguma referência para que a ambulância chegue ainda mais rapidamente.

Lembre-se que a Brasil Emergências Médicas oferece atendimento 24 horas por dia, então, independente da hora do ocorrido, entre em contato conosco para solicitar uma ambulância particular e atendimento pré-hospitalar técnico especializado.

Como é feita a remoção por ambulância particular?

Uma ambulância particular é enviada ao endereço solicitado junto a uma equipe da área da saúde. A ambulância utilizada e os profissionais que irão acompanhar depende da gravidade do caso.

A remoção médica pode ser simples, com suporte básico à vida. Este tipo de remoção é destinado aos pacientes que contam com estado de saúde estável e sem risco iminente de vida. Nela, vai acompanhado no transporte um motorista socorrista e um técnico de enfermagem.

Já na remoção com suporte avançado, comum em atendimentos de emergência e urgência, em que o paciente se encontra em estado mais grave de saúde, correndo risco iminente de vida, é necessário um veículo com UTI móvel para realizar o transporte. Assim, é possível usufruir dos equipamentos e recursos disponíveis para realizar a abordagem médica necessária. Nas situações de urgência e emergência, o suporte ao paciente começa já no atendimento da chamada telefônica, com orientações a serem seguidas até a chegada do veículo e apoio psicológico ao paciente e acompanhantes. Neste tipo de situação, além do motorista e enfermeiro, há o acompanhamento de um médico.

Em qualquer caso, os profissionais presentes dão todo o suporte necessário ao longo de todo trajeto.

Como chamar uma ambulância particular?

Você pode contratar uma ambulância particular em casos de urgência e emergência, entrando em contato conosco e explicando o ocorrido. Dessa forma, é possível determinar a gravidade do caso, o tipo de ambulância, tripulação, horário e etc.

A Brasil Emergências Médicas garante uma contratação fácil e descomplicada, com profissionais qualificados e atendimento humanizado. Conheça melhor nosso serviço através de nosso site ou entre em contato conosco caso tenha alguma dúvida!

Saiba tudo sobre otorrino: www.hospitalotorrinocenter.com.br 

 

Últimas Notícias