Remoção ambulância para dependentes químicos

Curitiba, 13 de fevereiro de 2021, escrito por Gilson Rodrigues. O consumo de drogas, inicialmente, provoca uma grande sensação de felicidade e bem-estar, além de oferecer mais coragem ao usuário. Contudo, em longo prazo, as drogas provocam sérias alterações no organismo, prejudicando o fígado, o coração, os pulmões e o cérebro. Uma pessoa sob efeito de drogas, muitas vezes, precisa de uma remoção ambulância para dependentes químicos para ser internada e submeter-se a um tratamento.

Conhecemos drogas lícitas e drogas ilícitas. As conhecidas como lícitas são aquelas aceitas normalmente pela sociedade, como as bebidas alcoólicas e os cigarros. As drogas ilícitas são aquelas proibidas, como, por exemplo, o crack, a cocaína, a maconha e outras, que geram dependência e provocam sérios danos à saúde.

Os principais tipos de drogas que provocam dependência, exigindo tratamento adequado e se necessário uma empresa de remoção ambulância em decorrência da falta de poder de decisão do usuário, são os seguintes:

  • Drogas naturais, provenientes da própria natureza, como o ópio e a maconha, que são originárias de plantas;
  • Drogas sintéticas, que são produzidas em laboratórios, utilizando produtos químicos, como o LSD e o ecstasy;
  • Drogas semissintéticas, produzidas de plantas e produtos químicos, como o crack, a heroína e a cocaína.

Cada tipo de droga pode oferecer diferentes efeitos para o usuário, podendo ser estimulantes ou depressoras, ou ainda podem perturbar o sistema nervoso. A maior parte delas causa a dependência química, levando o usuário a usar as substâncias de forma contínua, exigindo tratamento médico.

Precisando de um resgate involuntário?

WhatsApp

Remoção ambulância para oferecer tratamento adequado

Empresas que trabalham com remoção ambulância ou clínicas de tratamento para recuperação de usuários possuem pessoal especializado, que conhecem os efeitos das drogas e sabem como tratar um usuário quando ele precisa ser resgatado.

As drogas apresentam efeitos em poucos minutos, imediatamente após o seu uso. Esses efeitos, no entanto, duram muito pouco, havendo a necessidade de uma nova quantia para prolongar as sensações oferecidas, o que faz com que o usuário se torne dependente em pouco tempo.

Veja, a seguir, quais são os principais efeitos provocados pelas substâncias psicoativas:

Estamos online para te ajudar! Fale com nosso especialista:

Veja nossas avaliações

Diana Vilarinho
Diana Vilarinho
18. Julho, 2022.
Verificada
Excelente, prestativos, atenciosos , tratamento muito bom. Nota 10. Utilizei o serviço de remoção para consulta. Muito bom.
Maria L Diniz
Maria L Diniz
16. Julho, 2022.
Verificada
Um excelente atendimento! 🙏💜
Daiane Rosolen
Daiane Rosolen
8. Julho, 2022.
Verificada
Atendimento top! Sr. Gilson muito prestativo e super atencioso no atendimento telefônico. Eu agradeço pela gentileza. Coisa rara hoje em dia.
Carolina Luhm Crivellaro
Carolina Luhm Crivellaro
4. Julho, 2022.
Verificada
Excelente atendimento pela equipe.
Ozana Storck
Ozana Storck
21. Junho, 2022.
Verificada
Serviço de excelência
Rosa Pelizari
Rosa Pelizari
1. Junho, 2022.
Verificada
Realizei alguns exames com a Brasil e fui muito bem atendida. Os profissionais são pontuais, educados e qualificados. Obrigado pelo ótimo atendimento.
Izabel Martins Campos
Izabel Martins Campos
23. Maio, 2022.
Verificada
Valmir Mendes
Valmir Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Maria Mendes
Maria Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Rosimeire Ribeiro
Rosimeire Ribeiro
5. Maio, 2022.
Verificada

WhatsApp

Efeitos de uma droga depressora

São consideradas drogas depressoras, como é o caso da heroína, aquelas que provocam os seguintes efeitos no organismo:

  • Falta de capacidade de concentração e de raciocínio;
  • Maior sensação de tranquilidade e relaxamento;
  • Sensação de bem-estar momentâneo;
  • Redução dos reflexos e aumento da sonolência;
  • Dificuldade em movimentos mais delicados;
  • Redução da capacidade de movimento;
  • Resistência maior à dor;
  • Redução da capacidade de aprendizagem e da rentabilidade no trabalho.

Efeitos de uma droga estimulante

As drogas estimulantes, como é o caso do crack e da cocaína, causam os seguintes efeitos:

  • Sensação de poder e euforia;
  • Constante estado de excitação;
  • Maior energia e muita atividade;
  • Redução do apetite e do sono;
  • Aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca;
  • Falta de controle emocional;
  • Isenção da realidade.

Efeitos das drogas perturbadoras

As drogas perturbadoras provocam alucinações, como acontece com o LSD e o ecstasy, causando os seguintes efeitos:

  • Alterações da forma de ver as coisas, mudando cores, contornos e formas;
  • Alteração dos sentidos, principalmente de tempo e espaço;
  • Grande prazer e, em muitos casos, medo intenso;
  • Maior possibilidade de o usuário entrar em pânico;
  • Noção de grandiosidade exagerada;
  • Síndrome do pânico e mania de perseguição.

As drogas perturbadoras são, de forma geral, as sintéticas, sendo um bom exemplo uma nova droga conhecida como flakka, ou droga zumbi, que provoca no usuário um comportamento totalmente agressivo, repleto de alucinações. Existem casos de canibalismo constatados com o uso dessa substância.

Em razão da diversidade das drogas e dos seus efeitos diferenciados, a remoção ambulância deve estar equipada para prestar o necessário atendimento ao usuário que está sendo resgatado.

Um dos maiores problemas causados pelas drogas é durante a gravidez, já que os efeitos podem ser observados tanto na mulher quanto no feto, podendo leva-la a abortos, partos de bebês imaturos, baixo peso do bebê e má formação congênita.

O bebê, inclusive, pode sofrer a síndrome da abstinência quando nasce, já que seu organismo se desenvolveu dependência no útero. O bebê pode ter dificuldade de se alimentar, de respirar e de dormir, muitas vezes precisando de internamento para se recuperar.

A remoção ambulância pode ser usada em qualquer caso de resgate de dependentes de drogas, principalmente quando se trata de internação involuntária ou compulsória, quando o dependente está sentindo os efeitos de longo prazo do consumo de substâncias ilícitas.

Os efeitos de longo prazo com o consumo de drogas se manifestam das mais diversas maneiras, como, por exemplo:

  • Falta de capacidade de decisão, causada pela destruição dos neurônios;
  • Problemas psiquiátricos, como depressão, esquizofrenia ou psicose;
  • Lesões hepáticas, como câncer e cirrose;
  • Disfunções do sistema nervoso e dos rins;
  • Possibilidade de contaminação por doenças como hepatite e AIDS;
  • Problemas cardiovasculares;
  • Problemas de isolamento da família e da sociedade;
  • Morte prematura.

O que causa o excesso de consumo de drogas

Uma pessoa dependente de drogas pode ser levada a consumir maior quantidade de uma vez, podendo ter uma overdose, situação em que o seu organismo é totalmente descontrolado, podendo causar a morte.

A overdose, a princípio, pode provocar enorme euforia e perda do controle, levando o dependente a assumir atitudes agressivas e violentas, chegando à fatalidade em grande parte dos casos, o que vai exigir uma remoção ambulância equipada para salvar a vida do dependente.

Entende-se que o atual modelo de combate às drogas, com tratamento de dependentes, não é nada mais do que a busca de completa abstinência do seu consumo.

Isso acontece porque a repressão às drogas e ao crime organizado não vêm oferecendo resultados como esperado. Para o usuário, no entanto, não existe criminalização. Se ele for pego com pequena quantidade, é considerado usuário e, em razão disso, não há prisão ou castigo.

A guerra contra as drogas atualmente possui três formas de combate. Em primeiro lugar, está a repressão policial, procurando combater os traficantes, impedir a entrada de entorpecentes em território nacional e promovendo blitz em locais conhecidos como reduto dos narcotraficantes.

Uma segunda frente de batalha é a busca pela redução da demanda, ou seja, procurando conscientizar a população sobre os malefícios causados pelas drogas, ensinando sobre os riscos oferecidos à saúde e colocando o indivíduo em contato com outros dependentes químicos.

O terceiro meio de combate está no tratamento dos dependentes, promovendo a remoção ambulância nos casos mais graves e fazendo a internação compulsória ou involuntária, quando o dependente não aceita o tratamento.

Contudo, ao que parece, a sociedade não está conseguindo vencer nas três frentes de batalha travadas, principalmente porque não há meios de combater o tráfico, que está sob controle do crime organizado e que, dessa forma, parece ter melhores meios de driblar a vigilância e a repressão policial.

A melhor das formas está no tratamento do dependente químico, mas isso também custa dinheiro, não apenas às famílias dos dependentes químicos como também ao poder público, que utiliza recursos recolhidos dos contribuintes para oferecer um mínimo de tratamento.

Nesse caso, entram as empresas de remoção ambulância, sempre solicitadas por pessoas preocupadas com seus familiares que se tornaram dependentes. Um dependente químico perde totalmente a noção da realidade, vive num mundo próprio, criado pela sua imaginação e incentivado pelos efeitos de qualquer substância psicoativa, o que o torna completamente desprovido do bom senso, exigindo que seja conduzido a tratamento, seja de forma voluntária ou involuntária.

WhatsApp

Como combater o tráfico de drogas

É de se pensar que o mundo vem perdendo a guerra contra as drogas. O maior trabalho deve ser feito com relação à educação, mas não existe em qualquer país uma política educacional voltada para esse tipo de luta que, certamente, leva muitos anos e exige muitos recursos.

No Brasil, por exemplo, quando uma família precisa conduzir um familiar para tratamento, dificilmente encontra meios no sistema público de saúde, precisando recorrer a clínicas de tratamento privadas e a remoção ambulância também particulares, disponibilizando seus próprios recursos se pretende resgatar um membro para uma vida normal.

Ao que parece, a política antidrogas se mostra um fracasso principalmente porque as drogas estão se tornando mais acessíveis do que em qualquer outra época, aumentando o seu consumo na maior parte dos países em todos os continentes.

Para constatar essa observação, podemos ver que a apreensão de drogas no Brasil, que passa de diversas toneladas ao mês, representa apenas 20% das drogas que circulam em território nacional. Enquanto isso, um tratamento em clínica de remoção pode resgatar algo entre 30% e 50% dos dependentes. E isso não acontece em razão das terapias aplicadas.

Quem trabalha como remoção ambulância e com tratamento dependentes químicos sabe muito bem que a dependência é uma doença incurável e que viver fora do mundo das drogas depende muito mais do próprio usuário do que qualquer técnica de recuperação.

Como se trata de uma doença incurável, um dependente químico pode passar meses ou anos sem precisar consumir a substância que costumava usar, mas a recaída pode acontecer em questão de segundos, através de uma oportunidade oferecida por outras pessoas ou até mesmo num encontro social, numa festa ou em qualquer evento.

Isso, no entanto, não quer dizer que o trabalho de remoção ambulância e do tratamento não foi satisfatório. Existe a necessidade de conscientização do usuário para que ele entenda que as drogas não levam a nada que seja útil ou aproveitável.

Contudo, ainda vivemos numa sociedade que aceita alguns tipos de drogas, considerando-as lícitas, como o álcool, por exemplo, cujo consumo costuma ser incentivado socialmente. O consumo de álcool, como afirmam os especialistas, é uma porta de entrada para o consumo de drogas, assim como o consumo de uma droga mais leve pode ser a porta de entrada para o consumo de substâncias mais pesadas.

Além disso, é necessário constatar que o aumento da criminalidade também é decorrente do consumo de drogas. Mais de 30% dos crimes são cometidos em razão da necessidade dos dependentes e de sua falta de condições de comprar substâncias psicoativas.

Enquanto isso, profissionais de todas as partes procuram meios de implantar novas terapias e novos métodos para combater as drogas através de tratamentos. Desde um resgate feito pela remoção ambulância até a internação, desintoxicação do dependente e sua conscientização através de novas terapias, tudo é feito para que ele, como dependente, perceba estar envolvido com algo que só depende dele para se livrar.

Pode parecer uma luta inglória, já que existem milhões de pessoas no mundo todo que se tornaram dependentes. Segundo um levantamento realizado pela Organização das Nações Unidas, existem mais de 180 milhões de usuários de substâncias psicoativas no mundo todo. Nos últimos anos, o consumo de drogas como cocaína, maconha, anfetaminas e heroína vem aumentando gradativamente, chegando a 60% entre os anos de 1996 e 2001. A produção de ópio e de cocaína foi triplicada na década de 1990 e parece ter aumentado ainda mais nesse começo de século 21.

Em alguns países, como ocorreu nos Estados Unidos na década de 1970, houve uma redução de consumo, mas essa redução não foi decorrente de conscientização ou de tratamentos, mas sim da repressão policial. O consumo baixou em razão da criminalização do uso de drogas, fazendo com que as pessoas tivessem mais medo de serem penalizadas do que propriamente pelos terríveis efeitos causados pelas drogas.

Remoção ambulância e tratamento como meio de combate às drogas

remoção ambulancia

Enquanto parece estarmos numa guerra perdida contra as drogas, lembramos que existem profissionais responsáveis, que se dedicam com afinco ao tratamento de dependentes, fazendo com que retornem às suas vidas normais, fazendo aquilo que seja útil às suas famílias e à sociedade de uma forma geral.

As clínicas de tratamento de dependentes oferecem meios para que uma pessoa usuária de qualquer tipo de droga possa entender sua situação e aplicar na sua vida a força de vontade exigida para superar a necessidade de consumo dessas substâncias.

Assim, por exemplo, um tratamento contra as drogas tem início no resgate do dependente, utilizando equipamento adequado para garantir sua segurança e sua condução a uma clínica de recuperação.

Para isso, é aplicada a remoção ambulância, um veículo totalmente equipado para que o dependente se sinta em ambiente favorável para sua recuperação. Essas ambulâncias seguem rigidamente a legislação, que determina os itens necessários num veículo especial.

Os principais itens utilizados na remoção ambulância são os kits para remoção, como maca e pranchas, no caso de necessidade, além de materiais para pequenas cirurgias, quando o paciente precisa ser removido após um acidente qualquer.

Como não se sabe a condição dos pacientes que terão necessidade de remoção ambulância, os veículos são equipados com aparelhos e medicamentos variados, algumas delas se tornando basicamente uma unidade de tratamento intensivo.

A própria família é quem informa sobre as condições do dependente que será transportado e, assim, a clínica e a empresa de remoção ambulância podem providenciar os itens básicos para a segurança do paciente.

No caso de pacientes mais fáceis de serem controlados, são utilizadas ambulâncias mais simples, com equipamentos básicos, mantendo sempre a presença de profissionais capacitados para promover o resgate.

Em alguns casos são exigidos apenas o socorrista e o enfermeiro, enquanto que, em casos mais graves, pode ser exigida a presença de um médico, principalmente quando o dependente está em overdose.

Dessa forma, um serviço de remoção ambulância pode ter desde um veículo simples, com apenas o necessário para conduzir o paciente a tratamento, a uma ambulância mais avançada, equipada com os mais modernos equipamentos.

Equipamentos utilizados em remoção ambulância

Entre os equipamentos utilizados num veículo para resgate dependente químico, podem constar os seguintes itens:

Pulmão artificial, ou respirador, utilizado quando o dependente está em overdose, servindo para bombear oxigênio através de uma programação específica. Nas ambulâncias mais simples, o equipamento pode ser mecânico;

Bolsas para levar soro e medicamentos, como adrenalina, ancoron e atropina;

Outros equipamentos, como monitor cardíaco, cilindros de oxigênio, oxímetro, bandagens, extintor, cobertores e esparadrapos, entre outros materiais.

Na guerra contra as drogas vale tudo. Principalmente quando se trata de recuperar um ente querido. O serviço de resgate dependente químico e psiquiátrico é um dos mais bem equipados do Brasil, oferecendo tratamentos especializados para os pacientes e promovendo o tratamento desde o momento do resgate até a internação na clínica de recuperação.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou desse artigo? 

Últimas Notícias
Categorias
ambulância qual valor

Ambulância qual valor?

Curitiba, 05 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Com certeza você concorda com a afirmação de que os serviços de ambulância são vitais

Leia mais »