Ambulância emergência x urgência: qual é a diferença?

Curitiba, 05 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Você já ouviu falar sobre ambulância emergência? E sobre a ambulância urgência? A verdade é que muitas pessoas acreditam que ambos são sinônimos, mas, dentro da área médica, existe sim uma grande diferença entre ambos.

Então, supondo que você precise de uma ambulância em Curitiba, por exemplo, é interessante que você entenda a diferença entre esses dois conceitos. Não é incomum ver até mesmo pessoas da própria área médica confundindo os dois conceitos.

No entanto, por mais que à primeira vista eles sejam muito semelhantes, há sim algumas diferenças. E, se você quer aumentar o seu entendimento acerca da ambulância, é só continuar nesse artigo que iremos falar tudo a respeito.

Fora isso, é válido salientar que ao falar sobre os serviços de ambulância, é normal que muitas pessoas resumam a remoção médica. Mas, ainda que esse possa mesmo ser o mais conhecido, veículos desse tipo podem fazer muito mais, bem como:

Mas então qual é a diferença entre ambulância emergência e urgência? É sobre isso que iremos falar a seguir. Sem mais delongas, vamos ao que interessa!

Precisando de uma ambulância?

WhatsApp

O que são urgências e emergências?

Em suma, ainda que de fato pareçam sinônimos, o Conselho Federal de Medicina (CRM), atribui um conceito diferente para cada uma delas.

De acordo com CRM, a definição de cada uma é:

  1. Urgência: trata-se de quando há ocorrência imprevista de algum agravo à saúde, mas sem risco potencial de vida. No entanto, a vítima precisa de atendimento rápido, a fim de não evoluir para uma emergência.
  2. Emergência: nesse caso, é quando se constata um agravo à saúde do paciente. Ou seja, há um risco iminente à vida ou sofrimento intenso. Sendo assim, exige atendimento médico de imediato.

Ou seja, ambas precisam de atendimento rápido, mas a emergência se dá quando o risco de vida é maior, o que requer que se obtenha um atendimento rápido.

E é por essa razão que a participação de uma ambulância particular se faz tão necessário. Porque às vezes o SAMU não tem como atender todos os chamados.

Mas, quando se tem o telefone ambulância particular, o paciente pode solicitar os serviços e ter a garantia de que o seu ente querido será bem tratado e que irá receber um atendimento pré-hospitalar (APH) de qualidade, capaz de eliminar possíveis riscos.

Estamos online para te ajudar! Fale com nosso especialista:

Veja nossas avaliações

Diana Vilarinho
Diana Vilarinho
18. Julho, 2022.
Verificada
Excelente, prestativos, atenciosos , tratamento muito bom. Nota 10. Utilizei o serviço de remoção para consulta. Muito bom.
Maria L Diniz
Maria L Diniz
16. Julho, 2022.
Verificada
Um excelente atendimento! 🙏💜
Daiane Rosolen
Daiane Rosolen
8. Julho, 2022.
Verificada
Atendimento top! Sr. Gilson muito prestativo e super atencioso no atendimento telefônico. Eu agradeço pela gentileza. Coisa rara hoje em dia.
Carolina Luhm Crivellaro
Carolina Luhm Crivellaro
4. Julho, 2022.
Verificada
Excelente atendimento pela equipe.
Ozana Storck
Ozana Storck
21. Junho, 2022.
Verificada
Serviço de excelência
Rosa Pelizari
Rosa Pelizari
1. Junho, 2022.
Verificada
Realizei alguns exames com a Brasil e fui muito bem atendida. Os profissionais são pontuais, educados e qualificados. Obrigado pelo ótimo atendimento.
Izabel Martins Campos
Izabel Martins Campos
23. Maio, 2022.
Verificada
Valmir Mendes
Valmir Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Maria Mendes
Maria Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Rosimeire Ribeiro
Rosimeire Ribeiro
5. Maio, 2022.
Verificada

WhatsApp

Quais as diferenças entre urgências e emergências?

Em suma, a ambulância emergência é ideal para evitar com que o paciente tenha uma piora no seu quadro clínico e desenvolva alguma sequela.

Em contrapartida, a emergência se dá quando o paciente já está com um risco elevado e que, por isso, precisa de um atendimento o quanto antes. Nos próximos tópicos, iremos dar alguns exemplos de urgência e emergência.

Exemplos de situações de emergência médica:

  1. Corte profundo;
  2. Choque elétrico;
  3. Picada ou mordida de animais peçonhentos;
  4. Queimaduras;
  5. Afogamentos;
  6. Hemorragia;
  7. Infarto do miocárdio;
  8. Dificuldade para respirar;
  9. Acidentes de carro ou moto; 
  10. Derrames etc.

Emergências clínicas e traumáticas

Outra coisa que é interessante saber, é em relação às emergências clínicas traumáticas. Em suma, na grande maioria das vezes, acontece por conta de alguma doença já pré-existente, e não por conta de fatores externos.

Ou seja, acaba deixando o paciente em um estado mais grave de saúde. Fora isso, o paciente tende a ficar mais pálido, além de maior dificuldade para respirar, perda de consciência, contraturas musculares etc.

Nesse caso, é essencial ter um atendimento emergencial, haja vista que pode levar a um AVC, convulsão, infarto e diversos outros.

No entanto, é importante entender também que a emergência traumática é um prejuízo que é ocasionado por conta de fatores externos ao paciente, como já mencionado.

Ou seja, quando o corpo acaba sendo exposto a energias em que o corpo não é capaz de suportar, o leva a lesão.

Inclusive, as hemorragias devido ao trauma são um dos principais motivos que fazem com que uma pessoa precise de um atendimento de emergência médica.

É possível identificar uma hemorragia interna ao notar a pele roxa. Se isso acontece, é essencial manter a vítima aquecida e consciente até chegar a ambulância emergência.

Urgências médicas

As urgências médicas, por suas vez, não apresentam risco de morte iminente. Mas, no caso de não se fazer um tratamento adequado, o quadro pode sim evoluir para algo mais grave.

No entanto, saiba que é possível dividir a urgência em dois tipos, que são: unidades de saúde e hospitais, de acordo com Ministério da Saúde.

Isso acontece para que se possa oferecer um tratamento específico de acordo com a gravidade. Então, pode ter prioridade no resgate

Exemplos de urgências médicas:

  1. Fraturas;
  2. Luxações;
  3. Torções;
  4. Asma brônquica em crise;
  5. Transtornos psiquiátricos;
  6. Dor abdominal moderada;
  7. Retenção urinária em pacientes idosos etc.

Como é feita a remoção por ambulância particular?

Agora que você entendeu melhor sobre ambulância emergência, é possível que tenha dúvida sobre como é feito esse tipo de remoção.

Primeiro, entenda que o tipo de ambulância que será utilizada vai depender de acordo com a gravidade da sua situação. Ou seja, pode-se utilizar uma das seguintes categorias:

  • Ambulância tipo A;
  • Ambulância tipo B;
  • Ambulância tipo C;
  • Ambulância tipo D;
  • Ambulância neonatal.

Isso quer dizer que a remoção médica pode ser simples, com suporte básico à vida, ou até algo mais completo, como é o caso da ambulância semi UTI e a ambulância com UTI móvel, por exemplo.

No caso de ser algo mais básico, é importante que o veículo acompanhe o motorista socorrista e um técnico de enfermagem.

Mas, no caso do suporte avançado, onde o paciente corre maior risco de vida, deve-se utilizar a ambulância com UTI.

Fora isso, entenda que o atendimento começa logo na chamada telefônica, uma vez que você deve seguir algumas das orientações que lhe serão passadas.

Mas, assim que chegar a ambulância emergência ou urgência, os profissionais irão tomar conta da situação, a fim de fazer com que a vítima possa se recuperar o quanto antes.

Como chamar uma ambulância particular?

Saiba que é possível chamar uma ambulância tanto em situação de urgência quanto emergência. Então, se você precisa de uma ambulância para dependente químico ou uma ambulância para eventos, uma empresa privada pode lhe atender.

Nesse caso, a empresa em questão deverá determinar a gravidade do caso, tipo de ambulância, tripulação, horário etc.

Inclusive, saiba que esse tipo de empresa deve ter ambulância 24 horas, uma vez que não há como prever quando irá acontecer uma situação desse tipo.

Pode ser necessário solicitar uma ambulância para empresa a qualquer momento, por exemplo. Nesse caso, basta ligar para uma ambulância particular, como a Brasil Emergências Médicas, cujo telefone ambulância é:

  • (41) 99909-2580;
  • (41) 3533-0358.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou desse artigo? 

Últimas Notícias
Categorias
ambulância qual valor

Ambulância qual valor?

Curitiba, 05 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Com certeza você concorda com a afirmação de que os serviços de ambulância são vitais

Leia mais »