Emergência ambulância: o que é e qual a diferença de urgência médica?

emergência ambulância

Curitiba, 11 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre emergência ambulância, haja vista que esse é um termo bem comum de se ver na saúde. Mas, ainda que esse seja um conceito um tanto quanto conhecido, isso não quer dizer que as pessoas saibam de fato do que se trata.

Inclusive, ainda nesse contexto, muitas pessoas confundem emergência ambulância com urgência, por exemplo. E ainda que se pareçam sinônimos, dentro da área médica, são dois conceitos diferentes, que querem exemplificar coisas diferentes.

É verdade que alguns profissionais da saúde utilizam ambos os conceitos para se referir a mesma coisa, mas isso não quer dizer que é certo. No caso de você solicitar uma ambulância em Curitiba, por exemplo, o seu quadro será encaixado ou como emergência ambulância ou urgência.

Ou seja, são níveis diferentes de gravidade, o qual torna ainda mais importante entender qual é a diferença entre esses conceitos. Fora isso, também é interessante falar sobre os diferentes serviços de ambulância.

Hoje em dia, é comum que muitas pessoas acreditem que a ambulância emergência é capaz apenas de prestar o serviço de remoção médica, mas não é bem assim. O portfólio de uma ambulância particular pode ser muito mais amplo do que você imagina.

É claro que isso pode variar de acordo com a empresa em questão, haja vista que cada uma é livre para ofertar aquilo que lhe cabe. Mas, no geral, os serviços são:

Certo, mas o que é emergência ambulância e qual é a diferença de urgência? Tudo isso e muito mais iremos falar no decorrer deste artigo. Sem mais delongas, vamos ao que importa!

Precisando de uma ambulância?

WhatsApp

Qual é a diferença entre emergência ambulância e urgência?

Ainda que essas duas palavras sejam bem semelhantes e se pareçam sinônimos, saiba que elas não são. Por mais que profissionais da saúde utilizem como sendo, saiba que está errado.

E isso quem diz é o Conselho Federal de Medicina (CRM), haja vista que atribui um conceito distinto para cada uma delas.

Segundo definição do CRM, cada um dos conceitos quer dizer:

  1. Urgência: trata-se de quando há ocorrência imprevista de algum agravo à saúde, mas sem risco potencial de vida. No entanto, a vítima precisa de atendimento rápido, a fim de não evoluir para uma emergência.
  2. Emergência: nesse caso, é quando se constata um agravo à saúde do paciente. Ou seja, há um risco iminente à vida ou sofrimento intenso. Sendo assim, exige atendimento médico de imediato.

Isso quer dizer que tanto a emergência ambulância quanto urgência precisam de atendimento rápido, mas a primeira requer uma atenção redobrada.

Mesmo porque, como você já pode notar, o estado de emergência é um sinal de que o risco de vida do paciente é maior.

Então, em uma situação como essa, é fundamental pegar o celular e discar o telefone ambulância, a fim de garantir que o veículo chegue o quanto antes no local da ocorrência e ofereça o atendimento pré-hospitalar (APH) de qualidade para eliminar todos os possíveis riscos.

Estamos online para te ajudar! Fale com nosso especialista:

WhatsApp

Quais as diferenças entre urgências e emergências?

De forma direta, a emergência ambulância acaba sendo vital para evitar com que o paciente tenha uma piora em seu quadro clínico e acabe por desenvolver alguma sequela.

Em contrapartida, a urgência é quando o paciente está com elevado risco de vida e que, portanto, precisa ser atendido o quanto antes.

Abaixo, iremos citar alguns exemplos de emergência ambulância e urgência, para que você possa entender um pouco melhor.

Exemplos de situações de emergência médica:

  1. Corte profundo;
  2. Choque elétrico;
  3. Picada ou mordida de animais peçonhentos;
  4. Queimaduras;
  5. Afogamentos;
  6. Hemorragia;
  7. Infarto do miocárdio;
  8. Dificuldade para respirar;
  9. Acidentes de carro ou moto; 
  10. Derrames etc.

Emergências clínicas e traumáticas

Outra ponto que você precisa saber diz respeito às emergências clínicas traumáticas que, na grande maioria das vezes, acontecem devido a uma doença pré-existente.

Ou seja, raras são às vezes em que ocorre esse tipo de situação devido a algum fator externo. E isso acaba fazendo com que o paciente fique em um estado de saúde ainda mais grave.

O paciente ainda tem maior tendência de ficar pálido, bem como maior dificuldade para respirar, perder a consciência, ter contraturas musculares e coisas do gênero.

Em casos como esses, é vital que se tenha um atendimento emergencial, uma vez que isso pode incidir em AVC, infarto, convulsão e coisas do gênero.

Ademais, saiba que a emergência traumática é um prejuízo, onde se torna necessário que o paciente obtenha o atendimento o quanto antes.

As hemorragias por conta de algum trauma acaba sendo um dos principais motivos que fazem com que uma pessoa precise de atendimento de emergência médica.

Fora isso, é possível identificar uma hemorragia interna ao notar a pele roxa. Mas, no caso de não ocorrer, deve-se manter a vítima consciente e aquecida até chegar a ambulância emergência.

Urgências médicas

Em relação à urgência médica, ela não apresenta um risco iminente de morte, mas isso não quer dizer pode ter morosidade para esse tipo de atendimento, mas bem pelo contrário.

Mesmo porque, no caso de não se ter um tratamento adequado, o quadro pode evoluir para algo mais grave.

Ademais, de acordo com o Ministério da Saúde, é possível dividir a urgência em dois tipos, sendo elas:

  • Unidades de saúde;
  • Hospitais.

Mas isso só acontece para que seja possível oferecer um tratamento mais adequado e específico à gravidade da situação.

Exemplos de urgências médicas:

  1. Fraturas;
  2. Luxações;
  3. Torções;
  4. Asma brônquica em crise;
  5. Transtornos psiquiátricos;
  6. Dor abdominal moderada;
  7. Retenção urinária em pacientes idosos etc.

Como é feita a remoção por ambulância particular?

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre emergência ambulância, pode ser que tenha algumas questões sobre como é feito esse tipo de remoção.

Quanto a esse respeito, primeiro você precisa saber o tipo de ambulância que vai ser utilizada, a qual varia de acordo com a gravidade da situação. Então, elas podem se dividir nas seguintes categorias:

  • Ambulância tipo A;
  • Ambulância tipo B;
  • Ambulância tipo C;
  • Ambulância tipo D;
  • Ambulância neonatal.

Ou seja, isso quer dizer que a remoção médica pode ser algo simples, como suporte básico à vida, ou mesmo algo mais complexo, como é o caso da ambulância com UTI móvel e ambulância semi UTI.

Como chamar uma ambulância particular?

Você pode solicitar uma ambulância particular para as duas situações, tanto no caso de emergência quanto em urgência.

Então, caso precise de uma ambulância para dependente químico ou uma ambulância para eventos, saiba que uma empresa particular será capaz de lhe oferecer ajuda.

Fora isso, saiba que a particular também deve ter ambulância 24 horas, o que faz com que você possa pedir uma ambulância para empresa a qualquer momento do dia.

Nesse caso, basta ligar para uma ambulância particular, como a Brasil Emergências Médicas, onde o telefone ambulância é:

  • (41) 99909-2580;
  • (41) 3533-0358.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou desse artigo?