Usuários de drogas: como acontece e quais opções existem?

usuários de drogas Curitiba

Curitiba, 13 de fevereiro de 2021, escrito por Gilson Rodrigues. O uso abusivo de drogas é um problema de saúde extremamente grave e, na maioria das vezes, as consequências decorrentes da dependência destas substâncias são irreparáveis para o usuários de drogas.

Por isto, diversas instituições e clínicas vem promovendo o serviço para recuperação de usuários de drogas. Está é a opção mais adequada para o usuário se recuperar e ficar livre deste vício que tanto prejudica sua vida em diversas áreas.

Estes estabelecimentos de tratamento para usuários de drogas contam com uma equipe qualificada e multidisciplinar para oferecer ao dependente químico um serviço de qualidade e referência neste aspecto.

Então, se você deseja saber como acontece a recuperação de usuários de drogas e quais opções existem para reabilitação do dependente químico, leia na íntegra este post e se informe mais sobre este assunto.

Certamente esta leitura será de grande valia para você ajudar esta pessoa que tanto ama a sair do mundo das drogas.

Confira!

WhatsApp

Recuperação de usuários de drogas: como acontece?

A recuperação de usuários de drogas conta com métodos especializados que tem a finalidade de restaurar a saúde, o bem-estar e o amor pela vida do dependente químico; tudo através de atendimentos intensivos e individuais personalizados.

Esta recuperação deve ser realizada por clínicas/instituições especializadas em dependência química que, normalmente, possuem um referenciado serviço de tratamento e seguem as mais modernas práticas terapêuticas e médicas destinadas ao usuário de drogas.

Assim, uma das maneiras mais tradicionais de tratamento é a internação. Entretanto ela não é a única forma de tratar, mas é somente uma das etapas para reabilitação dependente químico.

Entre outras etapas estão:

  • Desintoxicação intensiva.
  • Conscientização sobre a doença da dependência química.
  • Reabilitação individualizada.
  • Reintegração social, etc.

Contudo, não são todos os usuários de drogas que necessitam passar por todas estas etapas.

O tratamento para reabilitação do dependente químico é individualizado e é planejado de acordo com suas necessidades e da família.

O terapeuta é o profissional que irá avaliar cuidadosamente cada caso e decidir junto com o paciente e sua família qual o melhor plano de tratamento.

Vale salientar também, que se o usuário de drogas precisar usar medicamentos, estes são não-indutores de dependência, ou seja, não são remédios “grosseiros” que fazem o paciente desejar substituir a droga de abuso pela droga médica.

Quanto à etapa da conscientização, ela envolve:

  • A participação do usuário em atividades multidisciplinares e de formação de grupo.
  • A espiritualidade.
  • Atividades esportivas e lúdicas que acrescentam um novo conceito de vida ao paciente.

Esta mudança de conceito de vida na reabilitação do usuário de drogas é bem trabalhada e é exatamente neste ponto em que são alcançados os melhores resultados e as mudanças mais expressivas dele.

Em suma, a recuperação do dependente químico deve ser realizada por um estabelecimento preparado, tanto no sentido funcional como também no estrutural para acolher e oferecer ao paciente o melhor tratamento para que ele volte a viver com mais saúde e livre das drogas.

E, você pode ajudar este dependente químico a sair deste vício que tanto o prejudica; sem contar que acaba afetando também sua família, amigos e demais pessoas que apenas desejam vê-lo bem.

Então, veja a seguir as opções que você tem para começar a ajudá-lo.

As opções para reabilitação de dependentes químicos

É certo que o momento de buscar por uma clínica especializada em recuperação de  usuários de drogas é uma tarefa delicada; pois, por mais que você se planeje, quando chega a hora da internação ela pode não ocorrer da forma esperada; o que torna a situação ainda mais dolorosa.

Porém, atualmente você encontra diversas clínicas que oferecem diferentes opções de internação para dar início ao processo de reabilitação dependentes químicos.

A Lei Federal de Psiquiatria disponibiliza 3 tipos de internações para usuários de drogas. Veja quais são elas:

Internação voluntária

Nesta opção é o próprio usuário que solicita sua internação, ou que a consente. Nela, o dependente químico concorda com a ajuda de um profissional e se apresenta voluntariamente em uma instituição para começar o tratamento de recuperação.

Assim, no momento da admissão, o usuário deve assinar uma declaração firmando que optou por este tipo de tratamento.

  • Tal internação voluntária só terá fim quando for solicitada por escrito pelo próprio paciente ou somente quando o médico determinar.

Os médicos consideram a internação voluntária como um grande passo para o sucesso do tratamento, vez que o paciente que sofre de dependência química já reconhece a necessidade de ajuda e se mostra disposto a largar os vícios.

Internação involuntária

Já a opção pela  internação involuntária é indicada para dependentes químicos que necessitam ser internados, mas não concordam.

Ou seja, será preciso providenciar a internação para recuperação do usuário de drogas sem o consentimento do paciente e a pedido de terceiros, podendo ser algum familiar ou responsável.

Contudo, também neste caso, o pedido de internação involuntária deve ser realizado por escrito e aceito pelo médico psiquiatra.

Após, a clínica de reabilitação tem o prazo de 72 horas para informar os motivos da internação ao Ministério Público. Esta medida tem por objetivo evitar que ocorra um possível cárcere privado.

Internação compulsória

Por outro lado, a  internação compulsória não precisa de nenhuma autorização familiar e nem do paciente já que ela é sempre determinada pelo juiz através de um pedido feito por um médico alegando a incapacidade em que se encontra o usuário de controlar sua saúde física e mental.

Neste caso, o juiz irá analisar o laudo médico especializado, as condições de segurança da clínica ou instituição quanto à salvaguarda do dependente químico, dos demais funcionários e internados.

É importante você saber também que a internação compulsória está prevista pela LEI Nº 13.840, DE 5 DE JUNHO DE 2019 e em situações de extrema resistência do paciente os médicos e enfermeiros especializados irão cuidar da situação.

Portanto, é assim que acontece a recuperação de usuários de drogas e estas são as opções que existem para reabilitação do dependente químico. Ajudá-lo a se livrar destas substâncias é levá-lo a recomeçar a gostar de si próprio e valorizar a vida.

Se você tem algum familiar que não aceita ajuda, procure o tratamento e encontre uma empresa de resgate dependente químico. O dependente, no futuro, vai agradecer.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou desse artigo? 

Gilson Rodrigues de Siqueira

Formado em enfermagem, pós graduado, palestrante em dependência química, diretor e proprietário da Brasil Emergências Médicas, Visão Tattoo e escritor nas horas vagas.