Sarampo: sintomas, transmissão e como prevenir

sarampo

Curitiba, 4 de março de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Sarampo: Nos dias de hoje, há várias doenças contagiosas que podem causar um sério risco à saúde do ser humano. Por conta disso, é normal que as pessoas procurem todas as formas de evitar, a fim de preservar a sua saúde e o bem-estar.

Um grande exemplo disso, do qual todo o mundo tem vivido nos dias de hoje, diz respeito à pandemia do coronavírus. Afinal, trata-se de uma doença, ocasionada por um vírus, com alta taxa de transmissão e capaz de causar sintomas bem sérios.

Inclusive, em relação à COVID-19, ela pode ser letal. Por conta disso, nos últimos tempos, têm surgido diversas dúvidas sobre outros tipos de doenças contagiosas. Será que todas elas são tão perigosas e são capazes de levar as suas vítimas a óbito?

Com certeza essa é a principal dúvida. Mas, dentro desse contexto de doenças infecciosas e transmissíveis, com certeza a que tem causado uma certa repercussão diz respeito ao sarampo. Você sabe o que é, quais são os riscos ou como ela é transmitida?

O sarampo adulto, por exemplo, também é capaz de levar à morte. E em crianças, o problema pode ser ainda mais grave. Sendo assim, como estamos dentro de um contexto que nos proporciona a falar sobre doenças contagiosas, com certeza essa é uma das que merece certa atenção.

O sarampo é uma doença que, apesar de hoje em dia não se falar muito, é capaz de gerar grandes problemas àquele que está infectado. Por isso, deve-se saber reconhecer quais são os sintomas e as formas de tratar esse problema.

Sendo assim, se você quer saber mais sobre esse assunto, saber o que é, como prevenir ou tratar, é só continuar nesse artigo. Sem mais delongas, vamos ao que importa!

WhatsApp

Sarampo o que é?

Antes de tudo, é essencial que você saiba o que é sarampo. Em suma, trata-se de uma doença altamente contagiosa, a qual leva ao aparecimento de alguns sintomas bem comuns, mas de forma intensa. Tosse, febre e corrimento nasal são alguns.

O sarampo é causada por um vírus da família Paramyxoviridae. Mas, de todos os sintomas dessa doença, com certeza a mais característica diz respeito às pequenas manchas avermelhadas. Com certeza esse é o mais conhecido entre as pessoas.

Ou seja, isso quer dizer que o sarampo é causado por vírus, o que faz com que ela se enquadre na lista das doenças virais. Ademais, bem como as demais doenças de disseminação respiratória, o sarampo é muito mais comum no inverno.

E isso se dá, em especial, por conta da maior aglomeração de pessoas. No entanto, nos dias de hoje, no Brasil, trata-se de uma doença que já se tem um ótimo controle. E isso ocorre devido às formas de prevenção da doença, que foram muito eficientes.

Por isso, na grande maioria das vezes, quando há algum caso de sarampo no Brasil, eles são importados ou secundários. Ou seja, não é oriundo do nosso país, mas sim de um outro. Isso quer dizer que, mesmo que haja um certo controle, deve-se ficar atento.

Então, saber como identificar o problema, através dos sintomas, é essencial. Afinal de contas, mesmo que se conheça bastante essa doença, ela ainda é capaz de matar. Isso quer dizer que todo cuidado é pouco, a fim de manter a saúde e segurança de todos.

Quais são os sinais de sarampo?

Agora que você já entendeu o que é o sarampo, com certeza deve estar curioso para saber quais são os sintomas. No entanto, o grande problema dessa doença é que a vítima pode começar a ter os sintomas entre 7 e 14 dias após o contato do vírus.

E é em virtude disso que a transmissão de sarampo é um grande problema. Afinal, às vezes, a pessoa está infectada com o vírus, mas nem sequer apresenta algum sintoma. Mas, dentre os principais sintomas do sarampo, podemos citar:

  • Conjuntivite;
  • Nariz escorrendo;
  • Perda do apetite;
  • Febre alta, geralmente acima dos 38,5°C;
  • Tosse com catarro;
  • Dor de cabeça;
  • Dor abdominal;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Dor nos músculos;
  • Manchas vermelhas na pele;
  • Manchas brancas por dentro da bochecha, arredondadas;

As manchas de sarampo com certeza é a característica mais marcante dessa doença. No entanto, alguns se perguntam como que é a mancha de sarampo. Mas a verdade é que elas podem variar um pouco de pessoa para pessoa.

No entanto, as manchas sarampo costumam ser avermelhadas, com um discreto relevo. De início, essas manchas tendem a aparecer no rosto. Mas, à medida que o tempo passa, elas tendem a se espalhar para o restante do corpo, de forma descendente.

Outra coisa sobre o sarampo manchas é que as lesões costumam ser abundantes, sofrendo fusão. Dessa forma, podem criar grandes manchas vermelhas.

Sarampo diagnóstico

Outra dúvida referente a esse assunto diz respeito ao diagnóstico de enfermagem para sarampo. A verdade é que isso acontece através de um processo bem simples. Ou seja, o médico tende apenas a avaliar os sinais e sintomas que a pessoa apresenta.

No entanto, a fim de confirmar as suspeitas, o médico ainda pode solicitar outros exames. E isso acontece porque há doenças semelhantes, como a rubéola, que costuma ter sintomas um pouco parecidos. Por isso, deve-se obter a certeza.

Portanto, deve-se partir para o diagnóstico laboratorial. Em suma, ele consiste no teste sorológico, o qual, na maioria das vezes, segue a técnica de ELISA. Através desse exame, o objetivo é identificar anticorpos específicos contra o vírus.

Ou, às vezes, faz-se o teste de antígenos. Para tal, o paciente deve oferecer uma amostra de urina, sangue, líquor ou secreções oro e nasofaríngeas. O famoso PCR, que hoje é bem comum devido ao COVID, também tem o objetivo de identificar a presença desse vírus. Mas, no PCR, ao menos nesse caso, também há como identificar a quantidade.

Sarampo tratamento

Outra dúvida que você deve ter diz respeito ao tratamento sarampo. No entanto, faz-se isso apenas insistindo na diminuição dos sintomas, através de remédios e bastante repouso. Fora isso, manter-se hidratado é essencial.

Mas, outra coisa que não podemos deixar de citar a respeito do tratamento de sarampo, de acordo com a OMS, é a suplementação de vitamina A, em especial para as crianças. Mas, para tal, apenas o pediatra e/ou nutricionista podem indicar o uso.

Assim que o tratamento do sarampo começa, geralmente, a pessoa se recupera por inteiro desse problema por volta de 10 dias após o início dos sintomas. No entanto, o médico ainda pode indicar o uso de antibióticos,

Isso acontece, em especial, quando há presença de infecção de ouvido ou pneumonia. Essas são algumas complicações comuns que o sarampo é capaz de gerar.

Como prevenir o sarampo?

Melhor do que saber como tratar do sarampo, é evitar de tê-lo. Por isso, a melhor forma de prevenir essa doença é através da vacina. Inclusive, a primeira dose deve ser feita aos 12 meses. Com a vacina, as chances de ter essa doença é quase nula.

No entanto, ainda há algumas atitudes que diminuem ainda mais as chances de ter essa doença. São cuidados básicos, como:

  • Evitar lugares fechados com muita gente;
  • Lavar as mãos frequentemente;
  • Não tocar os olhos, nariz ou boca com as mãos sujas;
  • Não ter contato direto com pessoas doentes, como beijos, abraços etc.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou desse artigo? 

Gilson Rodrigues de Siqueira

Formado em enfermagem, pós graduado, palestrante em dependência química, diretor e proprietário da Brasil Emergências Médicas, Visão Tattoo e escritor nas horas vagas.