Dependente químico ama? A mente de um dependente químico

Curitiba, 27 de janeiro de 2021, escrito por Gilson Rodrigues. Qualquer pessoa que já tenha convivido de perto com um dependente químico sabe como as drogas podem deixar toda a vida do usuário em colapso. A mudança drástica de comportamento, como a agressividade e indiferença, faz seus familiares se perguntarem se o dependente químico ama.

Para explicar como funciona a mente de um dependente químico e o que o vício é capaz de fazer, a Brasil Emergências Médicas vai esclarecer os efeitos das substâncias químicas no organismo e como ajudar um dependente químico. Confira!

Precisando de uma ambulância?

WhatsApp

Dependente químico ama?

Após os familiares e amigos próximos conviverem com dependentes químicos e presenciarem algumas atitudes como mentiras, manipulação, pegar dinheiro emprestado e não pagar, irritação, xingamentos, brigas e falta de consideração, muitos começam a se perguntar se um dependente químico ainda é capaz de amar.

Atitudes como as citadas acima são, infelizmente, comuns aos dependentes químicos e seus sentimentos são conturbados, acelerados e em total desordem. Isso acontece devido às alterações neurológicas, causadas pelo uso constante das drogas.

O cérebro de um dependente químico funciona de uma maneira diferente, com processos químicos alterados, que se desregulam na falta da substância, piorando a situação.

Por isso, os familiares têm dificuldade em entender aquelas atitudes, tendo a impressão que um dependente químico não possui mais sentimentos ou é incapaz de amar novamente.

Profissionais da área afirmam que, para um dependente químico, consumir a substância se torna seu principal objetivo, acima de qualquer coisa, alterando seu comportamento para consegui-la.

Por isso, é possível sim um dependente químico amar alguém, entretanto, ele irá precisar abdicar dos comportamentos relacionados à dependência química e, muitas vezes, isso só é possível após um tratamento para se livrar da doença e do vício.

Estamos online para te ajudar! Fale com nosso especialista:

Veja nossas avaliações

Diana Vilarinho
Diana Vilarinho
18. Julho, 2022.
Verificada
Excelente, prestativos, atenciosos , tratamento muito bom. Nota 10. Utilizei o serviço de remoção para consulta. Muito bom.
Maria L Diniz
Maria L Diniz
16. Julho, 2022.
Verificada
Um excelente atendimento! 🙏💜
Daiane Rosolen
Daiane Rosolen
8. Julho, 2022.
Verificada
Atendimento top! Sr. Gilson muito prestativo e super atencioso no atendimento telefônico. Eu agradeço pela gentileza. Coisa rara hoje em dia.
Carolina Luhm Crivellaro
Carolina Luhm Crivellaro
4. Julho, 2022.
Verificada
Excelente atendimento pela equipe.
Ozana Storck
Ozana Storck
21. Junho, 2022.
Verificada
Serviço de excelência
Rosa Pelizari
Rosa Pelizari
1. Junho, 2022.
Verificada
Realizei alguns exames com a Brasil e fui muito bem atendida. Os profissionais são pontuais, educados e qualificados. Obrigado pelo ótimo atendimento.
Izabel Martins Campos
Izabel Martins Campos
23. Maio, 2022.
Verificada
Valmir Mendes
Valmir Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Maria Mendes
Maria Mendes
5. Maio, 2022.
Verificada
Rosimeire Ribeiro
Rosimeire Ribeiro
5. Maio, 2022.
Verificada

O que o uso de drogas pode fazer com a pessoa?

A dependência química traz uma série de consequências e alterações sérias para os usuários, como alterações cerebrais, comprometimento do fígado, problemas no coração e doenças pulmonares.

Além disso, o uso da droga pode causar efeito rebote após o momento de excitação, o dependente volta a seu estado normal, ficando deprimida e desanimada. Assim, a única forma de ficar satisfeita é utilizando a substância, perdendo todo o sentido da vida que não seja esse.

As consequências afetam a vida social, financeira, física e mental do dependente químico, prejudicando-o e todas as áreas da vida, sendo incapaz de se manter no emprego, de ter um relacionamento saudável, tendo problemas de saúde graves, momentos de depressão e até a cometer pequenos delitos para conseguir comprar a substância e usá-la novamente.

O tratamento da dependência química é um processo longo e difícil, mas ainda assim, a única maneira de trazer o dependente químico de volta à vida.

Características da dependência química

Por se tratar de um transtorno que acontece de forma progressiva, tornando os sintomas cada vez mais intensos e aparentes conforme o uso da substância é feito, identificá-los pode não ser tão simples, principalmente no início.

Uma pessoa dependente química apresenta algumas atitudes e vontades não observadas em outras pessoas saudáveis, além de que o dependente começa a abusar do uso, tornando difícil de não perceber os sintomas com o passar do tempo.

Os principais sintomas observados nos dependentes químicos são:

  • fissura ou craving;
  • dificuldade em controlar o uso;
  • síndrome de abstinência;
  • tolerância aumentada para a droga;
  • mudanças de comportamento.

Além disso, por alterar a percepção e capacidade de raciocínio do dependente, é possível observar outros sinais como baixa produtividade no trabalho, brigas constantes, problemas financeiros e sumiços da pessoa, que passa horas e até dias sem voltar para casa.

WhatsApp

Como os outros devem agir com um dependente químico?

Muitas vezes, os familiares, por não saberem como a dependência química funciona, acabam tentando chantagear e manipular o dependente químico, fazendo ameaças como “se você me ama, deve parar de usar a droga” ou “se você não parar, vou me separar de você.”

Antes de tudo, é preciso ter em mente que um dependente químico não possui total controle sobre suas vontades e decisões, uma vez que sua capacidade cerebral já está comprometida.

Por isso, a melhor forma de agir com um dependente químico é oferecer apoio e incentivo para que ele busque tratamento especializado, já que sozinho ele não é capaz de conseguir.

Todo o processo exige paciência, empatia e apoio, mas para obter o sucesso do tratamento, é importante que o dependente químico queira se curar e se manter sóbrio após o tratamento, percebendo todos os malefícios que o vício traz a sua vida.

Como lidar com uma pessoa em abstinência?

Quando o uso da substância é interrompido, ocorrem as crises de abstinência. Elas são, basicamente, uma resposta do organismo à falta da substância que causa a dependência. Geralmente, este cenário ocorre durante o processo de desintoxicação do paciente e as reações observadas são de ordem física e psicológica, necessitando de acompanhamento profissional.

Cada paciente reage de uma forma a abstinência, podendo variar de acordo com o organismo, nível de dependência, droga utilizada e outros fatores. Por isso, apesar de não ser possível estabelecer um padrão fixo, os principais sintomas da crise de abstinência, incluem:

  • Irritabilidade
  • Aumento do apetite
  • Confusão mental
  • Ansiedade
  • Alteração do sono
  • Comportamentos compulsivos.

Por não terem um padrão fixo, como dito anteriormente, as crises de abstinência causam reações imprevisíveis, que podem colocar a vida e a segurança do dependente e das pessoas ao seu redor em risco, necessitando de um suporte especializado.

O acompanhamento multidisciplinar treinado e capacitado é indispensável para lidar da melhor maneira com a crise de abstinência, com toda a abordagem técnica que a situação exige.

Por se tratar de um momento delicado a todos os familiares envolvidos, cabe a eles apenas o papel de incentivar o tratamento e dar suporte emocional ao paciente, trazendo conforto e apoio ao paciente.

Qual a melhor maneira de ajudar um dependente químico?

A melhor maneira de ajudar dependente químico é através do tratamento profissional. Trazer confiança, evitar impor castigos e comparações e estimular o dependente químico a aceitar ajuda especializada é o melhor caminho.

A ajuda profissional e multidisciplinar irá garantir todo o suporte necessário para as diferentes fases do tratamento, garantindo a saúde, segurança e bem-estar físico e psicológico do paciente, encontrando o melhor tratamento para cada caso.

dependente químico ama

Para os casos de dependentes químicos que apresentam risco de vida a si mesmo e as pessoas ao seu redor, é possível solicitar o resgate involuntário de dependente químico, onde é feita a sua internação contra a sua vontade.

A dependência química é uma doença, e como qualquer outra, precisa de tratamento especializado, acompanhamento profissional capacitado e muita dedicação.

Por se tratar de uma situação delicada a todos os envolvidos, o suporte emocional a família também pode se tornar necessário, sendo indicado ajuda médica e grupos de apoio.

Para mais informações sobre a dependência química e sobre o resgate dependente químico, acesse o site da Brasil Emergências Médicas ou entre em contato conosco pelo número do WhatsApp ou e-mail disponível no site.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou do artigo sobre dependente químico ama? 

Últimas Notícias
Categorias
ambulância qual valor

Ambulância qual valor?

Curitiba, 05 de agosto de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Com certeza você concorda com a afirmação de que os serviços de ambulância são vitais

Leia mais »