8 de março de 2022
Post por: Gilson Rodrigues de Siqueira

Os tipos de partos e como ele afeta a vida mulher

tipos de partos

Curitiba, 8 de março de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Tipos de partos: O parto do bebê é, provavelmente, um dos momentos mais importantes na vida da mãe, trazendo além de muita felicidade, insegurança e medos.

O parto ocorre por volta da 40a semana de gestação, sendo feito ao longo desse período o pré-natal e exames necessários para garantir a saúde dos envolvidos.

Com o acompanhamento médico, é possível garantir que tudo ocorra bem no momento do parto e tanto o bebê como a mãe permaneçam com saúde. Assim, conhecer os diferentes tipos de parto possíveis para dar à luz é muito importante para trazer segurança à mãe e ajudá-la na tomada da decisão.

Pensando nisso, a Brasil Emergências Médicas preparou este artigo com tudo o que você precisa saber desse momento tão especial. Portanto, se você quer conhecer melhor sobre como acontece um parto, continue a leitura!

Precisando de uma ambulância?

WhatsApp

O que é trabalho de parto?

O trabalho de parto é considerado o momento em que a grávida começa a ter contrações regulares que alteram o colo do útero, ou seja, a região começa a dilatar e a afinar, até chegar à dilatação total de 10 cm para realizar o parto normal.

O trabalho de parto passa por algumas fases, iniciando pela fase de latência, com uma dilatação até 5 cm e, de modo geral, pode durar até 12 horas. Nessa fase as contrações não acontecem com tanta frequência.

Após atingir essa dilatação, geralmente dá-se início a fase ativa do trabalho de parto, em que as contrações se tornam mais dolorosas e ocorrem a cada 5 minutos ou menos. Esse é o momento ideal para ir para a maternidade.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a duração da fase ativa costuma durar até 12 horas nas gestantes que estão no primeiro parto ou 10 horas naquelas que já realizaram partos normais antes.

Estamos online para te ajudar! Fale com nosso especialista:

WhatsApp

Como saber se entrei em trabalho de parto?

Cada mulher e cada gestação irá passar por uma experiência diferente do trabalho de parto. Entretanto, dos sinais que indicam que a mulher está em trabalho de parto, podemos os quatro principais, que são:

1. Contrações ritmadas

As contrações ocorrem com certa frequência ao longo da gravidez, principalmente no último trimestre, que se trata do período em que o corpo inicia o preparo dos músculos para o momento do parto.

Todavia, algumas horas antes do parto as contrações se tornam ainda mais frequentes, mais intensas e a acontecerem com um intervalo de tempo menos entre uma e outra, tornando-se mais ritmadas. O mais indicado é dirigir-se ao hospital quando elas se encontram com um intervalo de 3 a 5 minutos e duram cerca de 45 a 60 segundos.

2. Perda do tampão mucoso

A partir da 37ª semana de gravidez é previsto que ocorra a perda do tampão mucoso, que se trata de uma secreção gelatinosa rosada ou um pouco marrom, que a gestante percebe ao se limpar no banheiro ou na calcinha. 

É possível que junto com o tampão mucoso possa também acontecer um leve sangramento. Entretanto, caso seja uma perda de sangue intensa, entre em contato com o obstetra e procure atendimento de emergência médica imediatamente.

3. Rompimento da bolsa

O rompimento da bolsa das águas pode ocorrer no início ou no final do trabalho de parto. Esse acontecimento causa a saída de um líquido que se parece com a urina, mas com uma cor mais clara, turva e que pode conter alguns traços esbranquiçados. Ao contrário da urina, ao se romper, a mulher não é capaz de segurar a saída do líquido.

4. Dilatação do colo do útero

Mais um indicador de que o momento do parto está próximo é a dilatação do colo do útero, que se trata do aumento da abertura do colo do útero à medida que o trabalho de parto avança. A dilatação do colo do útero só pode ser observada no hospital pelo obstetra ou pela equipe de saúde presente através do exame de “toque”.

Para que seja possível realizar a passagem do bebê é preciso atingir uma dilatação de 10 cm do colo uterino.

Quanto tempo dura o trabalho de parto?

O trabalho de parto normal, de modo geral, se inicia dentro de 2 semanas (antes ou depois) da data prevista para o parto. Quando se trata de uma primeira gestação, o trabalho de parto pode levar entre 12 a 18 h; enquanto partos subsequentes costumam ser mais breves, durando em média de 6 a 8 horas.

Como se preparar e manter a calma na hora parto?

Todas as mamães ficam ansiosas com o momento do parto, por isso, se preparar para ele é uma excelente forma de evitar surpresas e aproveitar esse momento mágico, mantendo a calma e a tranquilidade.

Praticar atividades físicas, manter uma alimentação saudável, preparar a mala de maternidade com antecedência, estar em contato com o obstetra responsável, conhecer os sinais do parto (citados acima) e se preparar psicologicamente – estando próxima de quem ama e traz segurança e tranquilidade – são as principais maneiras de se preparar para um parto, tornando esse momento ainda melhor.

Dores de contração do parto

A dor durante o parto se dá pela contração e distensão dos músculos, podendo variar de acordo com a sensibilidade e organismo de cada mulher e a fase do trabalho de parto. Na fase inicial do parto, a dor é semelhante a uma cólica muito forte, e ela costuma ocorrer apenas durante as contrações, iniciando na parte inferior do abdômen e se dissipando para a região lombar e coxas.

Já na última fase do parto, a dor se concentra na região da lombar, abdômen, nádegas e vagina, sendo cada vez mais intensa e profunda. Isso ocorre porque os ossos da região pélvica estão se movendo e os músculos da região do ânus e vagina são estendidos para que permita a passagem do bebê.

Para amenizar e aliviar as dores do parto, existem algumas técnicas como massagens e terapia com água morna que podem ajudar no momento do parto. 

Parto normal de emergência

É claro que sempre nos preparamos para realizar o parto conforme o planejado ao longo dos meses da gestação. Todavia, imprevistos podem ocorrer e nos vemos na necessidade de realizar um parto normal de emergência.

O mais importante nesse momento é manter a calma, ajudar e acalmar a gestante o quanto puder e deixar que o seu corpo faça a sua parte. Para que tudo ocorra bem até a chegada da ajuda médica para realizar o parto de emergência, o primeiro passo é chamar imediatamente uma ambulância para atendimento de emergência, seja o SAMU 192 ou serviço de ambulância particular.

Em seguida, descubra em que estágio se encontram as dilatações, de acordo com as características de intensidade e intervalos entre elas, como citadas mais acima no texto, cronometrando-as.

Limpe todo o local, lave muito bem as mãos e os braços e deixe a gestante confortável, em posições que a favoreçam, como de cócoras ou deitada de costas, para o momento do parto.

O ideal é aguardar a chegada da ajuda médica de emergência para evitar complicações do parto, mas caso não seja possível, peça que a gestante comece a fazer força para empurrar o bebê, enquanto respira de modo lento e profundo ao longo processo.

À medida que bebê for emergindo, sustente a sua cabeça e esteja preparado para receber o corpo do bebê, sempre com extremo cuidado. Assim que ele sair por completo, segure-o de modo que os fluidos em sua boca e nariz possam sair e coloque-o no peito da mãe, enquanto aguarda a chegada da ambulância.

Parto prematuro: quais os riscos?

O parto pré-termo, ou prematuro, indica o nascimento do bebê precocemente, quando ele ocorre antes das 37 semanas de gravidez.

A cada semana ocorrem desenvolvimento importantes do bebê na barriga da mãe, principalmente nos últimos meses. O nascimento prematuro se torna uma preocupação pelo fato de o bebê perder esse tempo de crescimento e desenvolvimento, podendo acarretar em alguma sequela ou má-formação.

O nascimento prematuro é considerado um dos maiores contribuintes para a mortalidade infantil, acometendo principalmente os bebês muito prematuros (com nascimento antes de 32 semanas).

É possível que os bebês que sobrevivem passam semanas ou meses internados em uma unidade de terapia intensiva neonatal, além da possibilidade de enfrentar problemas ao longo da vida, tais como:

  • Deficiência intelectual.
  • Paralisia cerebral.
  • Problemas respiratórios.
  • Problemas visuais.
  • Perda de audição.
  • Problemas digestivos.

Quanto tempo depois do parto o útero volta ao normal?

Como foi possível perceber, o trabalho de parto e o parto são momentos que exigem muito esforço do corpo da mulher e é preciso esperar sem ansiedades o tempo necessário para que o corpo consiga se recuperar do parto.

Segundo especialistas, é preciso, pelo menos, cerca de quarenta e cinco dias para que o útero volte ao seu tamanho normal. 

Parto normal: bebê empelicado

O nascimento de bebê empelicado consiste quando a criança permanece envolta na bolsa amniótica mesmo após sair de dentro da mãe. Isso pode ocorrer quando a bolsa não rompeu e, ainda assim, a mãe entra em trabalho de parto. Apesar de curiosa e rara, o bebê empelicado não oferece nenhum risco nem para a mãe nem para o bebê.

Qual o melhor tipo de parto e como escolher?

O parto normal e a cesárea possuem algumas diferenças entre si relativa ao trabalho de parto e ao período pós-parto. De modo geral, o médico irá indicar qual o parto ideal para sua situação e se é possível realizar o parto normal, de acordo com a posição do bebê e dilatação no momento do parto.

Para ajudar na sua escolha, veja na tabela a seguir algumas das principais diferenças entres os dois tipos de parto:

Parto normal Cesárea
É natural Se trata de uma cirurgia
Caso não seja uma gravidez de risco, pode ser indicada para qualquer situação Indica principalmente para gravidez de risco ou que há maiores chances de complicações e sofrimento fetal
Não é possível saber exatamente quando vai ocorrer Exceto nos casos de parto de emergência, é programada para que seja feita
Pode ser feito com ou sem anestesia Feito com anestesia
Pode causar dor intensa durante o parto Não causa dor durante o parto
Recuperação pós-parto rápida Recuperação demora um pouco mais
Não deixa cicatriz Com cicatriz
Útero volta ao tamanho normal mais rapidamente Útero demora mais tempo para voltar ao tamanho normal

Gostou dessas informações sobre o parto? Entender como ele se inicia e as dores do trabalho de parto, assim como se preparar para ele irá tornar esse momento ainda melhor.

Por isso, não esqueça de compartilhar essas informações com quem você acha que elas podem ajudar!

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou desse artigo?