Primeiros socorros para cortes: como proceder

Existem diversas formas de nos cortamos, podendo realizar um corte em casa, na rua ou no trabalho. Saber como cuidar do ferimento é importante para evitar infecções no local e grandes perdas de sangue. Logo, manter a calma e analisar o ferimento e quais medidas tomar é essencial.

Pensando nisso, a Brasil Emergências Médicas reuniu neste artigo primeiros socorros para cortes, como por exemplo, machucados na cabeça, para garantir o suporte necessário à vítima e manter seu bem-estar.

Precisando de uma ambulância básica ou avançada para você ou seu familiar?

Clique aqui e fale com um especialista ambulância 24 horas

Quais os tipos de cortes?

Os cortes são um dos ferimentos mais comuns de ocorrer no meio doméstico ou no trabalho, podendo ter diferentes níveis de gravidade. Caracterizado por romper as camadas da pele, os ferimentos dos cortes podem ser:

1. Corte superficial: esse tipo de corte causa pequenas abertura nas camadas externas da pele e pouco sangramento. Geralmente não deixam cicatriz e são fáceis de serem tratados, apresentando menos riscos de infecção.

2. Corte profundo: os cortes profundos atingem camadas mais internas e suas lesões são mais delicadas e precisam de uma atenção especial. Eles podem atingir órgãos e tecidos, além de sangrar muito e, portanto, por não conseguirem se recuperar sozinho, precisam de ajuda médica e, muitas vezes, deixam alguma marca ou cicatriz.

Cada tipo de corte irá exigir um tratamento de primeiros socorros indicado para situação e, assim, tomar as melhores medidas.

O que fazer em casos de cortes superficiais?

Os primeiros socorros para cortes superficiais são mais simples de ser feito, por não se tratar de um ferimento grave. O primeiro passo é se certificar de que realmente se trata de uma ferida superficial e higienizar bem as mãos com água e sabão antes de tocar na ferida. Isso irá ajudar a impedir qualquer tipo de infecção.

Tomada essas medidas é importante que:

1. Lave a ferida com água e sabão na água corrente, sempre com muito cuidado e certificando que não fique nenhuma sujeira ou algo que possa causar alguma infecção.

2. Não esqueça de aplicar algum antisséptico no local da ferida, enquanto seca em volta.

3. Avalie a gravidade da ferida para ver se há necessidade de colocar uma gaze para que o corte seja coberto e protegido. Vale ressaltar para que seja utilizado algodão, uma vez que as fibras presentes podem grudar no ferimento e causar sangramentos quando for removê-lo.

4. Para auxiliar o processo de cicatrização do corte, mantenha-o sempre limpo e seco. Além de trocar o curativo regularmente.

O que fazer em casos de cortes profundos?

Os cortes profundos exigem cuidados redobrados, uma vez que são mais suscetíveis a infecções e hemorragias. Veja os primeiros socorros para cortes profundos:

1. Não se desespere e procure controlar o sangramento o quanto antes.

2. Com uma gaze ou pano limpo pressione a ferida para conter o sangue. Se não for um corte tão profundo, é provável que o sangramento pare e, em seguida, lave com água corrente e sabão.

3. Lembre-se de higienizar até que todas as partículas grudadas tenham sido eliminadas para não causar nenhuma infecção.

4. Caso tenha alguma grudada no machucado, não a retire sozinho, uma vez que pode agravar o sangramento, e chame o serviço de ambulância para atendimento profissional.

5. Se o sangramento permanecer, uma orientação interessante é elevar o membro para diminuir a hemorragia.

6. Após a contenção do sangue, procure um médico para que ele avalie o ferimento e faça a sua.

7. Após as orientações médicas e realização da sutura, mantenha o curativo e o ferimento sempre limpo e seco.

O que fazer em caso de machucados na cabeça?

Os cortes na cabeça, por se tratar de um local delicado, precisam ser avaliados e cuidados com bastante atenção e cautela. A cabeça é uma região com grande concentração de vasos sanguíneos e, por isso, pode causar um sangramento intenso.

Como dito anteriormente, no caso de um corte superficial, as medidas envolvem água corrente e sabão. Entretanto, cortes mais profundos exigem acompanhamento médico e suturas podem ser necessárias.

A depender da gravidade e natureza do corte, é possível que vasos sanguíneos no interior do corte tenham sidos rompidos, causando um sangramento interno, o que é bastante perigoso e exige diagnóstico médico imediato para reversão do quadro.

A tomografia é um recurso eficiente e indicado para analisar se houve algum tipo de lesão interna. Caso não seja possível realizá-la, é necessário que o paciente permaneça sob observação pelas próximas 24 horas.

Sintomas como dores de cabeça, desmaios, tonturas, desequilíbrio, sangramentos pelo nariz e vômitos são indícios de complicações neurológicas e precisam de atendimento médico imediato.

Cuidados gerais com cortes

Para garantir um primeiro socorro adequado, confira algumas dicas gerais para lidar com vítimas nessa situação:

● Tenha zelo e cuidado na hora da limpeza e não esfregue o local da lesão, caso contrário pode piorar a situação.

● Caso perceba um sangramento excessivo, não deixe de consultar um médico para uma avaliação. Isso pode evitar grandes complicações futuras.

● Jamais toque no ferimento sem higienizar suas mãos.

● Nunca use curativos ou materiais que possam soltar pedacinhos no ferimento, como por exemplo, o algodão. Além de aumentar as chances de infecção, podem causar ainda mais sangramentos quando retirados.

● No caso de cortes superficiais, não tente colocar curativos apertados ou muito pressionados para que o machucado possa respirar”.

● Utilize sempre os curativos indicados para tal e não opções que tenha em casa.

● Sempre analise se o corte está sujo ou contaminado e informe ao médico.

● Nunca assopre o ferimento, tal atitude aumenta o risco de infecção.

● Caso perceba qualquer sinal de infecção, procure atendimento médico imediatamente.

Como impedir a perda excessiva de sangue em cortes profundos?

A gravidade do corte pode acabar causando um sangramento intenso e abundante. Esse cenário pode nos deixar nervosos e sem reação, entretanto, é importante manter a calma para ajudar a vítima e evitar sequelas.

Com a gaze ou pano limpo, pressione o local do corte a fim cessar o sangramento. O curativo só pode ser feito depois de controlado o sangramento e após a higienização com água e sabão e, em seguida, uso de antisséptico.

É essencial o acompanhamento ao hospital para uma avaliação médica da situação e recomendação de tratamento adequado.

Cortes muito graves precisam de atendimento médico, portanto, em casos de emergências, conte com a Brasil Emergências Médicas! Ao ser acionada, realizamos um atendimento imediato e seguro no próprio local e, caso necessário, transporte ao hospital para atendimento especializado.

Tem alguma dúvida a respeito do que fazer em caso de cortes e feridas? Fala com um especialista na ambulancia em Curitiba através do WhatsApp (41) 99909-2580 ou e-mail disponível no site.

 

Últimas Notícias