Doenças mentais: o que é, quais são as mais comuns e como tratar?

doenças mentais

Curitiba, 8 de março de 2022, escrito por Gilson Rodrigues. Doenças mentais: Cuidar do nosso corpo é essencial, e isso todo mundo sabe. No entanto, ao falar desse assunto, as pessoas tendem a achar que estamos nos referindo apenas a saúde física. No entanto, deve-se levar em consideração a saúde mental também.

Infelizmente, à medida que o tempo passa, as doenças mentais têm se mostrado cada vez mais comuns. E isso só tem acontecido pelo fato de as pessoas não darem a devida atenção em relação aos cuidados com a mente.

Não é à toa que a pandemia aumentou em 25% as doenças mentais, por exemplo. É claro que o momento em que estamos vivendo, de fato, contribui para o desenvolvimento desse tipo de problema, uma vez que é um cenário de constantes mudanças.

No entanto, a verdade é que, se a população cuidasse da sua saúde mental, os índices não seriam tão altos. E isso acontece porque há problemas psicológicos que surgem devido a negligência. Então, a fim de evitar problemas mentais, deve-se sempre manter uma rotina de cuidados.

Entretanto, o fato é que as doenças mentais no Brasil tem se tornado comum. Por conta disso, é possível que você se pergunte sobre quais são as possíveis formas de evitar esse problema. Contudo, trata-se de um assunto um pouco complexo.

Dizemos isso porque, hoje, há vários tipos de doenças mentais, sendo que cada uma pode ter uma causa e, portanto, uma forma diferente de tratar ou mesmo de evitar. Por isso, deve-se manter certa atenção a esse assunto.

Por isso, se você quer saber quais são as doenças mentais mais comuns, é só continuar nesse artigo, onde iremos falar sobre mais detalhes a respeito do assunto. Sem mais delongas, vamos ao que importa.

Precisando de uma internação involuntária?

WhatsApp

O que são doenças mentais?

Antes de qualquer coisa, é interessante abordar sobre esse assunto. E isso acontece porque há algumas pessoas que acham que doença mental é aquela em que o indivíduo perde total controle sobre si, suas emoções e atitudes.

A verdade é que esse pode ser apenas um sintoma. No entanto, as doenças mentais na sociedade brasileira são um pouco mais amplas. Na verdade, pode-se dizer que elas são uma condição de saúde que envolve mudanças na emoção, pensamento ou comportamento.

Ademais, as doenças mentais são aquelas associadas à angústia e/ou problemas de funcionamento nas atividades de trabalho, familiares ou sociais. Define-se como uma alteração do tipo intelectual, que pode resultar na dificuldade de interação da pessoa.

Doenças mentais OMS diz que cerca de 23 milhões de brasileiros possuem algum sintoma de transtorno mental. Ou seja, 12% da população! No entanto, de todas essas pessoas, são poucas as que procuram alguma forma de tratamento.

Ademais, ainda de acordo com a OMS, cerca de 5% da população brasileira sofrem de transtorno mentais graves e/ou persistentes. Então, ainda que haja um certo preconceito em relação a esse tipo de problema, a verdade é que existe tratamento.

Tanto é que, na grande maioria dos casos, pessoas com doenças mentais podem manter uma vida normal, assim como qualquer outra. Há, sim, doenças mentais incapacitantes para o trabalho, mas nem todas se comportam dessa forma.

Por isso, a fim de manter as pessoas mais esclarecidas sobre esse assunto, nos tópicos seguintes, iremos falar sobre alguns tipos doenças mentais.

Estamos online para te ajudar! Fale com nosso especialista:

WhatsApp

Doenças mentais tipos

Uma das formas de tratar as doenças mentais é sabendo identificar os diagnósticos. Afinal de contas, dessa forma, os familiares conseguem identificar o problema o quanto antes e, assim, levam ao médico, a fim de que ele possa obter o devido tratamento.

Inclusive, há algumas doenças mentais infantil que, quando se tem o diagnóstico cedo, torna-se possível o tratamento precoce. Por isso, nos tópicos seguintes, iremos falar sobre as doenças mentais mais comuns no Brasil. Confira!

Ansiedade

Sem dúvidas essa é uma das doenças mentais comuns que mais tem acometido os jovens, em especial. Inclusive, de acordo com estudos, estima-se que 1 a cada 4 pessoas que vão ao médico, possuem esse transtorno.

Em suma, a ansiedade se caracteriza pela sensação de desconforto, medo, mau pressentimento e tensão. São sintomas bem desagradáveis, os quais costumam acontecer diante da antecipação de um perigo ou do desconhecido.

A forma mais comum de ansiedade é a ansiedade generalizada, síndrome do pânico e as fobias, as quais todas elas são capazes de afetar a vida social e emocional da pessoa. Ademais, também pode provocar sintomas físicos, como:

  • Palpitação;
  • Suor frio;
  • Falta de ar;
  • Tremor;
  • Sensação de sufocamento;
  • Calafrio;
  • Sudorese;
  • Formigamento.

Ademais, é válido salientar que pessoas que sofrem de ansiedade têm maior risco de desenvolver depressão ou vícios em álcool e medicamentos.

Depressão

Sim, depressão e ansiedade são doenças mentais e que, portanto, exigem um tratamento adequado. Em suma, a depressão nada mais é que o estado de humor em que o indivíduo se sente, de forma constante, deprimido.

Às vezes, nem sequer existe algum motivo. Fora isso, a depressão pode ocasionar em perda de interesse ou no prazer de fazer algumas atividades. Contudo, a pessoa que sofre dessa doença mental, tende a se sentir irritada, insônia ou excesso de sono, apatia, falta de energia e dificuldade para se concentrar.

Inclusive, essa é uma das doenças mentais que aumentaram devido à pandemia, mas que requer um tratamento adequado.

Esquizofrenia

Essa é uma das doenças mentais que causam alucinações e, inclusive, é o principal transtorno psicótico. Em suma, nada mais é que uma síndrome capaz de provocar distúrbios de linguagem, pensamento, afeto, vontade, percepção e atividade social, por exemplo.

Ademais, trata-se de um transtorno mais comum em jovens que estão no final da adolescência. Contudo, também pode surgir em outras idades. Dentre os principais sintomas dessa doença, podemos citar:

  • Alteração no comportamento;
  • Delírio;
  • Alteração do movimento;
  • Afeto superficial;
  • Pensamentos desorganizados;
  • Alucinações.

Por ser um problema um pouco mais sério, é essencial que o paciente tenha um acompanhamento psiquiátrico. O médico irá indicar alguns remédios mais adequados, que devem ser antipsicóticos. Fora isso, pode ser necessário fazer terapia ocupacional e ter outros acompanhamentos.

Transtornos alimentares

Sim, transtornos alimentares também são uma das formas de doenças mentais. A anorexia nervosa, por exemplo, é um transtorno alimentar comum, que se caracteriza pela perda de peso intencional, provocada pela recusa de se alimentar.

Isso tende a acontecer porque a pessoa sofre uma distorção da sua própria imagem, além de ter medo de engordar. Essa é uma das doenças mentais em jovens brasileiros mais comuns, que acontece devido à pressão estética.

Fora isso, podemos citar a bulimia, que também é um outro exemplo de doenças mentais de ordem alimentar. Nesse caso, a bulimia é o ato de comer em grandes quantidades e, em seguida, induzir o vômito ou utilizar laxantes, a fim de promover a eliminação das calorias.

Como tratar as doenças mentais?

Isso vai depender de qual doença mental o paciente tem, uma vez que cada problema requer um tratamento específico. No entanto, na grande maioria das vezes, o resgate psiquiátrico se faz necessário, a fim de promover a melhora do paciente.

Nesse caso, a família ou o próprio paciente liga para o serviço de ambulância, a fim de contratar os serviços. Para tal, deve-se escolher uma clínica de tratamento para onde se deve encaminhar o paciente. A reabilitação é um dos tratamentos mais eficazes, a depender da situação do paciente.

WhatsApp

Saiba mais:

Gostou desse artigo?