Risco de choque elétrico e suas consequências

choque elétrico

Curitiba, 31 de agosto de 2023, escrito por Gilson Rodrigues. O choque elétrico é uma experiência dolorosa e perigosa que pode causar graves danos à saúde. A corrente elétrica pode causar queimaduras, paralisia, convulsões e até mesmo a morte.

No entanto, os riscos de choque elétrico podem ser minimizados com o conhecimento dos perigos e das medidas de segurança a serem tomadas. Neste artigo, vamos abordar os riscos de choque elétrico e suas consequências.

O que é choque elétrico?

Para entender melhor os riscos, consequências e como se prevenir de um choque elétrico, você precisa primeiro compreender exatamente o que é um choque elétrico.

Em termos simples, choque elétrico significa entrar em contato acidental com uma fonte de energia elétrica. Isso se dá quando o corpo ou a pele entram em contato com uma fonte de energia elétrica.

Assim, o choque elétrico resulta do contato direto do corpo humano com uma fonte de energia elétrica.

Ele pode se manifestar como um breve “relâmpago”, causando um leve desconforto, até casos mais fortes, que podem levar à incapacidade muscular e até mesmo à morte ou paralisia permanente.

Além disso, também pode ser resultado de contatos indiretos com áreas elétricas, como em cabos expostos, fios desencapados, ou por meio do contato com peças metálicas com eletricidade atuante.

Infelizmente, é um acidente bastante comum e pode ocorrer em qualquer lugar onde haja corrente elétrica, como em casa, no trabalho ou até mesmo na rua.

Por isso, para evitar o choque elétrico, as pessoas devem estar cientes dos riscos e tomar medidas para se proteger. É importante aplicar medidas de segurança apropriadas para evitar acidentes.

Quais são as suas consequências?

O choque elétrico e suas consequências são bastante perigosos. Conheça algumas das principais consequências do choque elétrico são:

  • queimaduras;
  • lesões internas;
  • lesões neurológicas.

Além disso, é possível que apresentem outros problemas de saúde, como problemas cardíacos, problemas respiratórios, insuficiência renal, problemas auditivos, danos no sistema nervoso ou paralisia.

Quais os sintomas do choque elétrico?

Ao sofrer um choque elétrico, as pessoas podem apresentar sintomas como:

  • dores musculares intensas;
  • despertar repentino;
  • perturbação do equilíbrio;
  • dor de estômago;
  • tonturas; e
  • visão embaçada.

Esses sintomas podem variar de acordo com a intensidade da descarga elétrica.

Portanto, é importante tomar medidas preventivas para evitar o choque elétrico e minimizar as possíveis consequências.

Como se prevenir de um choque elétrico?

A conscientização sobre os perigos do choque elétrico, como medidas de segurança adequadas, são fundamentais para reduzir o risco de acidentes graves.

Isso inclui usar equipamentos elétricos seguros, usar luvas e sapatos antiderrapantes ao lidar com sistemas elétricos, fazer a manutenção preventiva de equipamentos e ter o treinamento adequado para lidar com a eletricidade, principalmente se você trabalha direta ou indiretamente em instalações elétricas ou presta serviços elétricos.

Utilize equipamentos adequados

Primeiro, é importante usar luvas e calçados apropriados quando se trabalha com cabos elétricos ou outros dispositivos elétricos.

Usar óculos de proteção também pode ajudar a prevenir lesões por choque elétrico.

Invista em treinamento

Uma das principais formas de prevenir choques elétricos é obedecer às regras da Norma Regulamentadora 10 (NR 10), uma legislação brasileira que estabelece padrões de segurança para quem trabalha com instalações elétricas e serviços elétricos.

É necessário que todos que usam energia elétrica e equipamentos elétricos estejam bem treinados para a prevenção de choque elétrico, e que todas as instalações sejam verificadas com frequência para evitar o acidente.

A NR 10 estabelece que qualquer pessoa que trabalhe com equipamentos elétricos deve ter treinamento e conhecimento sobre como prevenir choques elétricos, além de obedecer rigorosamente todas as normas de segurança estabelecidas.

Com base nos padrões estabelecidos pela legislação brasileira, a NR 10, as pessoas envolvidas devem seguir as diretrizes de prevenção de choque elétrico, como treinamento, acompanhamento da execução dos serviços, inspeção e manutenção dos componentes elétricos envolvidos.

Atenção nunca é demais

Por fim, é importante ficar sempre atento quando se trabalha ou lida com equipamentos e cabos elétricos.

Observar a voltagem dos equipamentos, verificar se há algum dano ou irregularidade nos cabos elétricos e manter a área em volta dos equipamentos elétricos limpa e segura ajudam a prevenir incidentes de choque elétrico.

Também é importante ficar longe de quaisquer equipamentos elétricos danificados, como carregadores, cabos, cabos elétricos, entre outros. Portanto, sempre desligue equipamentos elétricos quando não estiverem sendo usados e desconecte os cabos se perceber algum dano.

Principais causas de choques elétricos

As causas mais comuns que levam ao risco de choque elétrico são:

  • queima dos fios elétricos;
  • uso inadequado de equipamentos elétricos;
  • exposição a condições climáticas extremas;
  • quebra dos equipamentos ou equipamentos defeituosos;
  • presença de água em locais elétricos e falta de proteção;
  • falhas elétricas;
  • curtos-circuitos;
  • falta de manutenção adequada.

Dentre essas causas, as falhas de eletricidade podem levar à sobrecarga de tensão que pode causar choques elétricos e outros danos aos equipamentos.

Já os curto-circuitos podem ocorrer quando o fio ou o dispositivo conectado está danificado.

A exposição a condições meteorológicas extremas, como tempestades elétricas, também pode levar a choques elétricos.

Por fim, é importante estar ciente de que equipamentos elétricos defeituosos e falha na manutenção adequada também são as principais causas de choques elétricos.

Como agir em caso de choque elétrico?

Se um choque elétrico acontecer, é importante seguir alguns passos simples para garantir a segurança.

Primeiramente, é importante desligar imediatamente a fonte de energia elétrica para proteger outras pessoas. Jamais toque diretamente em alguém recebendo o choque, pois afetará você também.

Caso não seja possível desligar a energia, opte por afastá-la utilizando materiais não condutores.

Em seguida, é necessário levar a vítima para um serviço médico. Se a pessoa estiver inconsciente, é preciso começar a massagem cardíaca.

Finalmente, todos os equipamentos elétricos devem ser checados por um profissional qualificado, no caso de um choque elétrico.

Estes são os principais passos para prevenir e gerenciar os riscos de um choque elétrico.

Ao seguir estas recomendações, você poderá evitar riscos de choque elétrico e garantir a segurança de todos.

Segurança em primeiro lugar

É importante ter em mente que a segurança é sempre o primeiro passo, e isso vale para qualquer atividade que desempenhamos.

Por esse motivo, é essencial estar ciente das principais causas de choque elétrico e saber como evitá-los.

Depois de ler esse artigo, você teve acesso a informações importantes sobre os riscos de choque elétrico e as principais causas que podem levar a esse tipo de acidente. Além disso, você recebeu orientações sobre como preveni-lo.

Agora, você já sabe que a segurança nunca deve ser colocada em segundo lugar e, com essas informações, você está mais do que preparado para garantir a sua segurança e a de sua família.

Saiba mais:

Gostou desse artigo?