O que é periodontite e como tratar?

periodontite

A periodontite é uma doença bucal que afeta grande parte da população e pode ser fácil de adquirir, se não houver cuidados com a higiene dos dentes. 

Embora seja uma doença bucal complicada, ela pode ser prevenida com cuidados básicos de higiene. Entretanto, quando ela ocorre, é necessário um tratamento específico, tendo que evitar procedimentos estéticos com o uso da bisnaga para clareamento dental. 

Caso queira entender o que é a periodontite, seus sintomas e sinais de que ela pode estar presente, continue a leitura e entenda as causas e os principais tratamentos para esse problema.

 

O que é periodontite?

Antes de começar a falar sobre a periodontite é preciso entender os motivos dela ocorrer. 

Sendo assim, ela é a complicação de uma gengivite, ou seja, a inflamação da gengiva. Mas o que causa esse problema? Bem, quando há acúmulo de tártaro nos dentes, ele passa para o tecido gengival, causando a inflamação dela. 

Sem maiores delongas, a periodontite é quando essa inflamação atinge o periodonto – ossos e tecidos que revestem a gengiva. Quando isso ocorre, há riscos de diversas complicações, como a perda dos dentes. 

Muitas pessoas se preocupam com a gengiva escura como clarear, mas isso não é o maior problema, já que o tecido gengival chega a ficar com um aspecto mais escuro devido a inflamação. 

Porém, o verdadeiro problema é deixar que a periodontite se complique, tendo que adquirir um tratamento o mais rápido possível. 

8 sintomas e sinais 

Sabendo do que se trata a periodontite, é necessário entender quais seus sintomas e sinais de que ela pode estar presente. 

Com isso, é preciso ficar atento caso haja sinais de: 

  • Sangramento gengival;
  • Inchaço na gengiva;
  • Sensibilidade ao escovar os dentes;
  • Sensibilidade ao consumir alimentos doces;
  • Retração gengival;
  • Halitose (Mau hálito);
  • Dentes com espaços;
  • Aftas.

O sangramento gengival é um dos principais sintomas e ocorre geralmente no momento da escovação, principalmente ao passar o fio dental entre os dentes. 

Por se tratar de uma inflamação, a gengiva acaba ficando mais avermelhada que o normal e inchada, podendo causar sensibilidade no consumo de alimentos com muito açúcar. Outro fator que se nota é a retração gengival, passando uma impressão de dentes compridos. 

O mau hálito é um sinal bem evidente, pois ao passar o fio dental entre os dentes, pode haver um odor ruim, e até mesmo em outros momentos do dia. Além disso, os dentes tendem a ter um espaçamento e feridas na boca, ou seja, aftas. 

Para evitar esse problema, é preciso consultas periódicas com o dentista, e fazer a profilaxia – limpeza profissional. Assim, a procura por limpeza dentária preço tem crescido e com um plano odontológico ela pode ser bem mais acessível. 

Causas e fatores de risco da periodontite 

As causas da periodontite se dão pela falta de cuidado com a higiene bucal, em que o acúmulo de placa bacteriana passa a endurecer se tornando o tártaro, em que não é possível ser retirado com uma escovação, precisando de uma limpeza profissional. 

Os maiores fatores de risco da periodontite é a perda dentária, pois com o avanço da doença, os dentes passam a ter mobilidade, e isso pode ter a ver com a queda deles com o tempo, afetando a autoestima do indivíduo e a qualidade de vida. 

Existem casos em que os dentes acabam tendo outros problemas como a cárie, e com a periodontite isso pode piorar, tendo que recorrer a extração do dente afetado. 

O preço de extração de dente pode variar, e é importante consultar o profissional para saber a hipótese de um implante ou prótese para repor o dente perdido. 

Principais tratamentos para periodontite

O tratamento de periodontite irá depender da gravidade em que a doença está, no qual pode ser um tratamento do simples ao mais complexo.

Quando a inflamação não é tão grave, o tratamento pode ser uma limpeza profissional em conjunto com uma boa escovação, e uso de antissépticos bucais específicos recomendados pelo dentista. 

Em casos mais problemáticos, é preciso intervenções cirúrgicas, como a raspagem supragengival, que consiste em retirar o tártaro que ficou acumulado por dentro da gengiva e periodonto. 

Sendo assim, para que não haja a complicação da gengivite levando a periodontite, é preciso uma boa escovação diária após as principais refeições. 

Além disso, o uso do fio dental retira o acúmulo dos alimentos em que a escova não é capaz de retirar, além do uso do enxaguante bucal. 

Dessa forma, é possível evitar o aparecimento da periodontite. Agora que já sabe do que se trata essa doença bucal, não deixe de fazer consultas periódicas e evitá-la. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Markplan, site voltado 

para a veiculação de conteúdos relevantes sobre estratégias de negócios, pensados para abranger informações e novidades relacionadas aos maiores segmentos empresariais.

Saiba mais:

Gostou desse artigo?