24 de janeiro de 2023
Post por: Gilson Rodrigues de Siqueira

Natação x musculação: o que é melhor para ter condicionamento físico

musculação

Ambas atividades são consideradas completas e escolha deve partir de análise dos objetivos e interesses pessoais.

Não é novidade que praticar atividade física é fundamental para manter um estilo de vida equilibrado e evitar o surgimento de diversos problemas de saúde. No entanto, é comum que muitas pessoas fiquem confusas na hora de escolher uma modalidade entre tantas opções disponíveis.

Quando o objetivo é aumentar o condicionamento físico, por exemplo, qual a melhor escolha entre natação e musculação, já que ambas oferecem treinos completos e trazem diversos benefícios?

Para responder a essa pergunta, é preciso saber qual o objetivo do indivíduo com a atividade e escolher a alternativa mais adequada aos seus interesses. Comparando as vantagens de cada modalidade, é possível evitar frustrações e atingir metas mais facilmente.

A natação e a musculação se complementam, mas podem ser praticadas separadamente. Por isso, vale a pena saber qual das duas mais se enquadra nas suas metas e disponibilidade de tempo.

Assim, para descobrir qual o seu time — maiô, touca e clip nasal ou legging, tênis e halteres — vale conhecer alguns detalhes sobre cada uma dessas práticas esportivas.

Natação

Conforme publicado na revista da Associação Bahiana de Medicina (ABM), a natação é considerada uma das atividades físicas mais completas que existem. É também indicada para todas as pessoas, independentemente da idade.

Além de aliviar o estresse, auxiliar na perda de peso e promover saúde física e mental, esse esporte estimula o condicionamento físico e o fortalecimento cardiorrespiratório.

Segundo a educadora física e especialista em natação e atividades aquáticas Leila Maria dos Santos, a natação é a única atividade que utiliza todo o corpo simultaneamente e, por isso, é um esporte completo.

Em entrevista à revista, ela enfatiza ainda que esse exercício concede bastante condicionamento físico e aumenta a expansão pulmonar, melhorando a condição cardiorrespiratória para a prática do esporte.

Em consonância, o médico cientista em imunologia humana da Fiocruz Bruno Bezerril reforça que, graças à ação da água, durante as aulas todos os músculos do corpo são trabalhados ao mesmo tempo, sem que as articulações sejam sobrecarregadas.

Assim, a natação é ideal para quem busca uma atividade de pouco impacto e quer fortalecer os músculos e melhorar o condicionamento físico, já que a água é mais resistente que o ar e demanda força para dar as braçadas.

Musculação

A musculação é indicada pelo Guia de Atividade Física para a População Brasileira do Ministério da Saúde como parte das atividades físicas semanais de fortalecimento dos músculos e ossos, assim como exercícios com sobrecarga externa ou do peso do corpo, recomendadas por, pelo menos, dois dias na semana.

Diferentemente da natação, essa prática é feita a partir de uma série de treinos específicos para cada parte do corpo. Portanto, se a ideia é trabalhar apenas um grupo de músculos, a musculação é o caminho ideal.

Além disso, para as pessoas que desejam ganhar muita massa muscular ou gerar hipertrofia, o mais indicado é apostar em treinos de musculação pesada, sempre com a indicação e acompanhamento de um profissional da área. O levantamento de peso também auxilia na queima de calorias, mas os objetivos principais são definição, aumento dos músculos e melhora no condicionamento físico.

Esses exercícios também aliviam o estresse, aceleram o metabolismo, aumentam a densidade óssea e podem melhorar a postura quando executados corretamente.

A título de comparação, vale ter em mente que nadar aumenta a massa muscular — já que o atleta precisa fazer esforço a fim de vencer a resistência imposta pela água —, mas, por si só, não é capaz de provocar grande hipertrofia muscular, como em praticantes de musculação.

Importância da atividade física

Seja qual for a escolha, a prática periódica é um fator-chave para prevenção e controle de doenças não transmissíveis. A lista inclui diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e vários tipos de cânceres, que causam quase três quartos das mortes em todo o mundo.

Além disso, conforme ressaltado pelas diretrizes da OMS para atividade física e comportamento sedentário, a atividade física também é benéfica para a saúde mental. Ela previne o declínio cognitivo, reduz os sintomas de depressão e ansiedade, melhora a aprendizagem e contribui para a manutenção do peso saudável e do bem-estar geral.

Já em relação à importância do condicionamento físico, é a partir desse trabalho que o indivíduo alcança melhora no funcionamento músculo-esquelético e metabólico por meio do aprimoramento na força, potência, resistências cardiovascular e muscular e na flexibilidade.

A ferramenta utilizada para esse tipo de atividade é o treinamento aeróbico, de força e de flexibilidade — propostas que fazem parte dos exercícios tanto de musculação quanto de natação. Os benefícios relacionados à saúde decorrentes do condicionamento incluem melhora em aspectos psicobiológicos e no perfil metabólico.

As informações sobre o condicionamento físico foram compiladas em material publicado no portal da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Saiba mais:

Gostou desse artigo?